1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

EUA autorizam serviço de balsas comerciais para Cuba

Departamento americano expede as primeiras licenças para o transporte de passageiros entre ambos países em mais de 50 anos. Empresas ainda precisam do aval do governo cubano.

Pela primeira vez em mais de 50 anos, os Estados Unidos autorizaram o transporte comercial marítimo a Cuba. O Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Tesouro Americano anunciou a suspensão da proibição, nesta terça-feira (05/05). A companhia Baja Ferries, que já opera um serviço de balsas com outros países caribenhos, confirmou ter sido licenciada para iniciar rotas comerciais até a ilha caribenha.

Segundo agências de notícias e a mídia local americana, outras duas empresas de balsas situadas na Flórida também teriam recebido o aval do governo americano. Estas são as primeiras licenças para explorar o serviço de balsas entre os dois países em mais de cinco décadas.

No entanto, os viajantes devem declarar o propósito da viagem, que precisa corresponder com uma das

12 categorias aprovadas

– visitas familiares, religiosas, educativas, de trabalho para o governo, de trabalho jornalístico, entre outras. Os americanos seguem sem autorização para viajar a Cuba para o turismo nos termos do embargo dos EUA a Cuba, que continua em vigor. Só o Congresso pode levantar o embargo.

O porta-voz do Departamento do Tesouro, Hagar Chemali, disse que as companhias interessadas em explorar a rota terão de pedir autorização também a outros órgãos do governo dos EUA, como o Departamento de Segurança Interna e a Guarda Costeira, e ao governo cubano, que não se manifestou sobre a decisão desta terça-feira.

O presidente dos EUA, Barack Obama, e o presidente cubano, Raúl Castro,

iniciaram em dezembro

do ano passado as negociações para restaurar as relações diplomáticas. Desde então, os dois países

trocaram prisioneiros

e autoridades americanas e cubanas têm se

encontrado em reuniões

para definir os detalhes de acordos futuros.

PV/dpa/efe/pts

Leia mais