1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

EUA atacam refinarias de petróleo na Síria

Doze instalações controladas pelo "Estado Islâmico" foram atingidas. Elas forneciam combustível e dinheiro para as operações do grupo no Iraque e na Síria, segundo o Comando Central americano.

Os ataques aéreos dos Estados Unidos na Síria na noite desta quarta-feira (24/09) tiveram como alvo refinarias de petróleo controladas pelo "Estado Islâmico" (EI) no leste do país. De acordo com o Comando Central dos EUA, foram realizados 13 ataques, contra 12 refinarias e um veículo dos extremistas, que foi destruído.

"Ainda estamos verificando o resultado dos ataques às refinarias, mas já temos indícios de que eles foram bem-sucedidos", disse o Comando Central num comunicado.

As refinarias atingidas são modulares, ou seja, pré-fabricadas e construídas para que possam ser transportadas. "Essa refinarias de pequena escala forneciam combustível às operações [do EI], dinheiro para financiar seus ataques no Iraque e na Síria e ativos econômicos para apoiar suas futuras operações", afirmaram as Forças Armadas dos EUA.

A Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos voltaram a participar dos ataques, realizados por aviões pilotados e não tripulados (drones). O objetivo da administração Obama e de seus parceiros árabes é destruir o EI, que conquistou grande parte do Iraque e da Síria.

Num comunicado separado, o porta-voz do Pentágono, o almirante John Kirby, disse que os ataques no leste da Síria atingiram uma área usada pelos militantes para transportar equipamentos através da fronteira para o Iraque.

Pouco antes dos ataques, o presidente dos EUA, Barack Obama, destacara num

discurso na Assembleia Geral da ONU

a intenção de acabar com o financiamento do EI. "Vamos trabalhar para cortar seu financiamento e impedir o fluxo de combatentes para e da região."

Nesta quarta-feira, os EUA também prosseguiram com os ataques ao EI no Iraque, iniciados há mais de um mês. O Pentágono anunciou o início da investida aérea na Síria nesta segunda-feira.

LPF/rtr/ap

Leia mais