1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

EUA alertam sobre ataques terroristas em voos para a Rússia

Nas vésperas da abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, serviços secretos alertam que terroristas podem carregar tubos de creme dental com material explosivo.

Um dia antes da abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, o governo dos Estados Unidos emitiu alerta contra possíveis ataques terroristas em voos para a Rússia. Companhias aéreas americanas e internacionais teriam sido advertidas por um representante do governo em Washington de que terroristas poderiam contrabandear material explosivo em tubos de pastas de dente para dentro de aviões com destino à Rússia, montando bombas durante os voos.

Segundo os temores dos EUA, o material poderia ser usado para a fabricação de bombas durante o voo. Estas poderiam ser acionadas ainda com o avião no ar ou transportadas para dentro da vila olímpica. Aparentemente o alerta, resultado de investigações dos serviços secretos americanos, restringe-se a voos da Europa para a Rússia.

As redes de televisão americanas ABC e CNN divulgaram o alerta do Departamento de Segurança Interna dos EUA nesta quarta-feira (05/02). Fonte do governo citada pela CNN afirmou que Washington e outros países levam as ameaças "muito a sério". Já o Departamento de Segurança Interna dos EUA divulgou que não há ameaças concretas e que o alerta é uma medida rotineira de precaução. As diretrizes de segurança para viagens a Sochi continuam inalteradas, afirmou o órgão.

As autoridades americanas estão trabalhando 24 horas por dia para reconhecer ameaças a tempo, afirmou Peter King, membro dos comitês de Segurança Interna e de Combate ao Terrorismo. Porém, de acordo com ele, a Rússia não estaria fornecendo informações suficientes.

O Secretário de Estado dos EUA, John Kerry, tentou amenizar as preocupações em torno do evento em Sochi. Em entrevista à CNN, Kerry afirmou que "qualquer um que queira viajar aos Jogos Olímpicos, um grandioso evento, deveria ir". O presidente Barack Obama afirmou recentemente que considera os Jogos de Sochi seguros – também graças ao trabalho de autoridades russas.

Em dezembro passado, dois ataques mortais em Volgogrado (anteriormente conhecida como Stalingrado, no sul da Rússia) aumentaram as preocupações internacionais de segurança com as Olimpíadas que acontecem entre 7 e 23 de fevereiro nas proximidades do Cáucaso Norte, palco de operações de grupos islamistas armados. Atletas e visitantes contarão com cem mil funcionários para garantir a segurança do evento.

Os EUA também enviaram dois navios de guerra à Rússia, como medida de segurança, e preveniram os atletas americanos a não usarem uniformes oficiais da delegação dos EUA fora do centro de treinamento, já que as roupas possuem emblemas patrióticos.

RK/sid/dpa/rtr