1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Estudo revela que linhas de Nazca faziam parte de culto à água

Nem campos de pouso para espaçonaves, nem calendários agrícolas: as gigantescas figuras terrestres no sul do Peru faziam parte de um culto religioso, concluiu um projeto do qual participaram oito instituições alemãs.

default

A principal descoberta é que os desenhos faziam parte do culto à água e à fertilidade

Um estudo revelou que as linhas de Nazca, na região de Palpa, sul do Peru, faziam parte dos cultos à água e à fertilidade realizados pelas civilizações que viveram na região. As linhas de Nazca são geoglifos (figuras escavadas na terra ou em rochas) e, vistas do alto, formam desenhos geométricos e de animais.

A descoberta é um dos resultados do trabalho do Projeto Arqueológico Nazca-Palpa, uma associação de dez instituições, sendo oito alemãs, que uniram a experiência da arqueologia peruana com tecnologias européias desenvolvidas especialmente para o estudo.

Os arqueólogos constataram, por exemplo, que as figuras de enormes trapézios apontam para as nascentes dos três rios que cortam o local e outras figuras se voltam para o ponto onde as águas desses rios se encontram.


Processo de desertificação

Die Nasca Kultur in Peru Karte

Gigantescos desenhos ficam perto da cidade de Palpa

Durante as escavações, os cientistas também descobriram altares construídos para as cerimônias de culto à água e à fertilidade, assim como conchas spondylus, um dos símbolos desse culto desde o aparecimento das primeiras populações na área andina.

Além disso, o estudo revelou um processo de desertificação na região iniciado por volta do ano 3.000 a.C. e que se acentuou no período em que a comunidade Nazca vivia na região, entre 200 a.C. e 600 d.C., tendo culminado numa grande seca no final desse período. Paralelamente à diminuição da água disponível, intensificou-se a produção de geoglifos, que só foi interrompida com o fim da cultura de Nazca.

"Todo a contexto em torno dos geoglifos permite deduzir, portanto, que eles faziam parte do culto à água e à fertilidade. Essa é a explicação mais provável desse fenômeno singular", explicou o coordenador do projeto, Markus Reindel, à DW-WORLD.

Durante a pesquisa, descobriu-se também a existência de mudanças climáticas similares às ocorridas em outros continentes e que se desenvolveram paralelamente ao processo de sedentarização dos povos e ao aparecimento de sociedades mais avançadas.

"Por isso, supomos que as mudanças climáticas tiveram uma importante influência sobre o desenvolvimento das sociedades humanas", indicou o coordenador da pesquisa. Essa parte do estudo se transformou em um outro projeto, que ainda está em fase inicial.

Avanço tecnológico

Die Nasca Kultur in Peru

Durante as escavações, foram descobertos vestígios de 450 núcleos de povoamento

Os resultados do Projeto Nazca-Palpa, financiado principalmente pelo governo alemão, foram apresentados durante o Congresso "A Cultura Nazca no Peru", realizado nos dias 14 e 15 de junho em Bonn, na Alemanha.

Durante a pesquisa, os arqueólogos documentaram a existência, numa área de 300 quilômetros quadrados, de 450 núcleos de povoamento, incluindo comunidades dos povos de Paracas, uma civilização que viveu na região entre 800 e 200 a.C. e antecedeu à de Nazca. Os pesquisadores elaboraram também uma cronologia quase completa do desenvolvimento das duas civilizações, com uma tolerância de exatidão de pouco anos.

Além disso, dezenas de tecnologias foram desenvolvidas para a realização desse projeto. Os cientistas criaram desde um novo procedimento de datação para superfícies de pedra e novas técnicas para medições geoelétricas tridimensionais até métodos paleogenéticos para determinar de que se alimentavam esses povos.

Apesar dos avanços, Reindel admite que os cinco anos de estudos foram insuficientes para o desenvolvimento de uma tecnologia que definisse com precisão quando foram realizadas as primeiras figuras. Atualmente, a única informação é que isso ocorreu em algum momento entre 1.800 e 200 a.C.

Oitenta anos de mistério

Antes do Projeto Arqueológico Nazca-Palpa, haviam sido formuladas as mais diferentes explicações para a existência das linhas de Nazca: desde que eram calendários agrícolas até campos de pouso para naves de extraterrestres.

Linien von Nasca in Peru

As figuras de Nazca podem ser vistas apenas do alto

A região é estudada há cerca de 80 anos. Entretanto, esta é a primeira vez que os dados não são analisados isoladamente. A idéia do projeto, que ainda está em desenvolvimento, é a realização de uma documentação mais ampla e detalhada possível associada ao estudo dos núcleos de povoamento responsáveis pela elaboração dos desenhos. Para apresentar os resultados da pesquisa, foi criado em Palpa, cidade peruana localizada a 40 quilômetros do local das escavações, um museu que funciona desde 2004. (pk/vn)

Leia mais

Links externos