1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Estudantes criam o vinho da unidade alemã

O 25° aniversário da Reunificação ganhou um produto único: o "Einheitswein", uma mistura de vinhos de todas as áreas de viticultura da Alemanha.

default

O vinho da unidade alemã, nas variedades branco e tinto, será servido na celebração oficial dos 25 anos da Reunificação

Erik Schweickert é professor de comércio vinícola internacional na Universidade de Geisenheim, uma escola superior próxima de Frankfurt e especializada em horticultura, tecnologia de bebidas e comércio de vinhos.

Schweickert dirigiu um projeto de 12 meses que envolveu centenas de estudantes de enologia, com o objetivo de localizar e misturar vinhos de todas as 13 regiões viticultoras da Alemanha, tanto no oeste quanto no leste do país.

Normalmente, a mistura (blend) de vinhos de regiões diferentes não é permitida – afinal de contas, os viticultores almejam variedades de cores e aromas, explica o professor.

Professor Erik Schweickert Geisenheim Universität Einheitswein

Schweickert coordenou projeto de 12 meses

"Escolhemos um vinho de cada região, e diferentes tipos de empresas: produtores de vinho a granel, produtores de vinho de garrafa, vinícolas orgânicas, cooperativas", afirmou Schweickert. "O objetivo era obter um quadro amplo da indústria do vinho na Alemanha."

O resultado é o Einheitswein, ou vinho da unidade, nas variedades tinto e branco. "É um símbolo perfeito da unidade alemã", comenta Schweickert. O Einheitswein foi escolhido o vinho oficial das celebrações deste sábado (03/10) em Frankfurt.

No dia que marca os 25 anos da Reunificação, a bebida será provada por políticos alemães e muitos líderes estrangeiros.

Primeiras reações são positivas

Os próprios estudantes de viticultura foram os que mais contribuíram para o produto final, explica o professor: ou a vinícola era de propriedade dos alunos ou de seus pais, ou o vinho pertencia à empresa onde os estudantes estagiavam ou à cooperativas da qual eram associados.

A safra de 2014, lembra Schweickert, foi um desafio devido ao fim da temporada de chuvas. Mas, no final, diz o especialista, eles encontraram vinhos adequados – isto é, aqueles vinhos que ainda não havia passado pela chaptalização, ou seja, o processo de adicionar açúcar ao mostro do vinho.

Além de fornecer a bebida para a celebração oficial da Reunificação, o grupo enviou garrafas do produto para cem dos melhores jornalistas e blogueiros especializados em todo o mundo. "Até agora, a reação tem sido positiva", comenta Schweickert.

Foi um processo de aprendizagem abrangente para os estudantes de Geisenheim, que não somente selecionaram e mesclaram os vinhos, mas também escolheram o nome do produto e desenharam o rótulo para o vinho branco: um mapa da Alemanha reunificada com a antiga fronteira entre o leste o oeste marcada por uma linha pontilhada. O rótulo de garrafa de vinho tinto, esboçado por um artista alemão, apresenta uma visão mais abstrata da Reunificação.

Leia mais