1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Estreante na seleção, Mario Gomez disputa vaga no ataque

A estréia na equipe nacional alemã coroa uma semana excelente para o atacante hispano-alemão, que fez o gol da vitória do Stuttgart na última rodada da Bundesliga e se uniu ao grupo dos artilheiros da competição.

default

Fã do Barcelona e de Romário, atacante de 21 anos e 1,89m é o artilheiro do Stuttgart

A semana não poderia ter começado melhor para o atacante do Stuttgart Mario Gomez. Três dias antes da sua estréia com a camisa da seleção alemã, ele marcou o gol da vitória da sua equipe contra o Borussia Dortmund por 1 a 0.

"A convocação foi a realização de um sonho. Eu já estou muito feliz só por poder estar lá", disse o jovem de 21 anos, destaque da Bundesliga e um dos artilheiros da competição ao lado de Miroslav Klose, do Werder Bremen, e Marko Pantelic, do Hertha Berlim, todos com 11 gols.

A partida entre Alemanha e Suíça, que será disputada nesta quarta-feira (07/02) em Düsseldorf, servirá principalmente para o técnico Joachim Löw testar opções para o ataque da seleção, formado por Lukas Podolski e Klose.

Além de Gomez, concorrem a uma vaga Kevin Kuranyi, do Schalke, Jan Schlaudraff, do Alemannia Aachen, e Mike Hanke, do Wolfsburg. Podolski, que cumpre suspensão, não poderá jogar. Contra a República Tcheca, no próximo dia 24 de março, em partida válida pelas eliminatórias da Eurocopa 2008, Löw não contará com Klose.

Elogios dos técnicos

Mario Gomez

Com 11 gols, Gomez é um dos artilheiros da Bundesliga

O técnico já emitiu sinais de que Gomez tem boas chances de se tornar uma opção para o ataque – além de elogiá-lo como um "atacante perigoso e dinâmico" logo após a convocação, Löw foi a Dortmund para assistir à exibição de seu novo convocado contra a equipe local.

Também o treinador do Stuttgart, Armin Veh, fez rasgados elogios ao seu artilheiro. "Ele tem um grande futuro pela frente e será um jogador importante na seleção", decretou.

Gomez é modesto e credita à equipe os seus gols, em grande parte responsáveis pelo confortável terceiro lugar que o Stuttgart ocupa na tabela de classificação do Campeonato Alemão, quatro pontos à frente do Bayern de Munique.

"Meus gols são o resultado de uma equipe bem entrosada e que serve a bola aos atacantes", avaliou. Na Alemanha, Gomez é chamado de "Super-Mario" ou de "Tor-rero", um jogo de palavras com Tor (gol, em alemão) e o espanhol torero. Ele tem contrato com o Stuttgart até 2011.

Quem também está convencido do talento do hispano-alemão é o diretor de esportes da Federação Alemã de Futebol (DFB), Matthias Sammer. "O que Gomez mostrou nesta temporada é incomum. Temos de estar felizes por termos um atacante alemão jovem como ele."

Apego à família

Fußball-Bundesliga VfB Stuttgart - Bayer 04 Leverkusen, 7. Spieltag

Antonio da Silva, Khedira e Hilbert celebram gol de Gomez

Apesar do nome, Mario Gomez Garcia nasceu na Alemanha e já defendeu a seleção do país em todas as categorias de base. Mas o atacante de 1,89m tem ascendência e passaporte espanhóis – além de ser torcedor do Barcelona.

Gomez é descrito pelos colegas de equipe como uma pessoa introspectiva e que "mantém os pés no chão". Sempre que pode, ele visita seu clube de origem, o pequeno Unlingen, e procura cumprir os compromissos de sua cada vez mais apertada agenda. Em seu site, o atacante confessou apego à sua cidade natal, Riedlingen. "Eu viajo muito para casa, para a minha família", escreveu.

No site, Gomez também revela uma certa admiração pelo Brasil. Além de ter apostado que a seleção canarinho seria a campeã da Copa 2006, ele revelou que um craque brasileiro era o seu ídolo de infância: Romário.

Leia mais