1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

"Estado Islâmico" lança nova ameaça a reféns

Em vídeo, grupo extremista exige libertação de terrorista iraquiana até o "pôr do sol", em troca de jornalista japonês e piloto jordaniano. Japão diz que autenticidade da mensagem é "altamente provável".

default

Governo japonês acredita que voz usada no vídeo do EI seja do refém Kenji Goto

O governo japonês afirmou nesta quinta-feira (29/01) ser muito provável que uma nova mensagem recebida dos extremistas do "Estado Islâmico" (EI) seja autêntica. Em vídeo, o grupo radical ameaça matar tanto o jornalista japonês Kenji Goto quanto o piloto jordaniano Muath al-Kasaesbeh.

"Estamos tentando confirmar [a mensagem], mas acreditamos ser altamente provável que seja a voz do Sr. Goto", afirmou o porta-voz do governo japonês Yoshihide Suga.

O vídeo, em inglês, foi divulgado pela internet na manhã desta quinta-feira (horário do Japão), depois que a Jordânia se propôs a entregar a terrorista iraquiana Sajida al-Rishawi, supostamente ligada à rede Al Qaeda, em troca do jordaniano.

Condenada à morte, Rishawi está presa na Jordânia desde 2005 por sua atuação no atentado a um hotel que matou 60 pessoas em Amã.

Na nova mensagem, os militantes radicais exigem que a Jordânia liberte Rishawi até o "pôr do sol". A troca se realizaria na fronteira turca.

Mudança de ideia

O Japão vem buscando a ajuda da Jordânia para libertar o jornalista Goto, especialmente depois que um vídeo divulgado no último fim de semana afirmou que outro refém japonês em poder do EI havia sido decapitado.

Depois de pedir um resgate de 200 milhões de dólares para libertar os dois reféns japoneses, o EI mudou de ideia e agora exige a libertação da terrorista iraquiana em troca do refém japonês e jordaniano.

Em Tóquio, a mãe de Goto, Junko Ishido, apelou ao governo japonês para salvar seu filho. "Resta muito pouco tempo a Kenji", afirmou Junko nesta quarta-feira.

CA/afp/ap

Leia mais