1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

"Estado Islâmico" lança nova ameaça a reféns

Em vídeo, grupo extremista exige libertação de terrorista iraquiana até o "pôr do sol", em troca de jornalista japonês e piloto jordaniano. Japão diz que autenticidade da mensagem é "altamente provável".

default

Governo japonês acredita que voz usada no vídeo do EI seja do refém Kenji Goto

O governo japonês afirmou nesta quinta-feira (29/01) ser muito provável que uma nova mensagem recebida dos extremistas do "Estado Islâmico" (EI) seja autêntica. Em vídeo, o grupo radical ameaça matar tanto o jornalista japonês Kenji Goto quanto o piloto jordaniano Muath al-Kasaesbeh.

"Estamos tentando confirmar [a mensagem], mas acreditamos ser altamente provável que seja a voz do Sr. Goto", afirmou o porta-voz do governo japonês Yoshihide Suga.

O vídeo, em inglês, foi divulgado pela internet na manhã desta quinta-feira (horário do Japão), depois que

a Jordânia se propôs a entregar a terrorista iraquiana Sajida al-Rishawi

, supostamente ligada à rede Al Qaeda, em troca do jordaniano.

Condenada à morte, Rishawi está presa na Jordânia desde 2005 por sua atuação no atentado a um hotel que matou 60 pessoas em Amã.

Na nova mensagem, os militantes radicais exigem que a Jordânia liberte Rishawi até o "pôr do sol". A troca se realizaria na fronteira turca.

Mudança de ideia

O Japão vem buscando a ajuda da Jordânia para libertar o jornalista Goto, especialmente depois que um vídeo divulgado no último fim de semana afirmou que

outro refém japonês em poder do EI havia sido decapitado

.

Depois de pedir um resgate de 200 milhões de dólares para libertar os dois reféns japoneses, o EI mudou de ideia e agora exige a libertação da terrorista iraquiana em troca do refém japonês e jordaniano.

Em Tóquio, a mãe de Goto, Junko Ishido,

apelou ao governo japonês

para salvar seu filho. "Resta muito pouco tempo a Kenji", afirmou Junko nesta quarta-feira.

CA/afp/ap

Leia mais