1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

"Estado Islâmico" hasteia bandeiras em cidade curda na Síria

Militantes colocam símbolos na periferia de Kobane, perto da fronteira com a Turquia. Forças curdas afirmam, porém, que jihadistas continuam distantes do centro da localidade.

Militantes do "Estado Islâmico" (EI) hastearam nesta segunda-feira (06/10) duas bandeiras na periferia da cidade curda de Ain al-Arab (também chamada de Kobane), localizada na Síria, perto da fronteira com a Turquia. Enquanto ativistas afirmam que, depois de mais de duas semanas de ataques, os insurgentes conseguiram entrar na cidade durante a noite, as forças curdas dizem que eles ainda estão distantes do centro da localidade.

Uma bandeira negra do EI podia ser vista desde a fronteira turca tremulando sobre um edifício de quatro andares, numa zona que fora palco de intensos enfrentamentos nos últimos dias. Outra foi registrada pela reportagem da agência de notícias AFP num monte vizinho.

Fontes da cidade confirmaram que o grupo terrorista havia hasteado uma bandeira, mas disseram que, até o momento, as forças curdas haviam conseguido conter o avanço dos jihadistas. "O EI só colocou uma bandeira num edifício no lado leste, que não fica dentro da cidade. Eles não estão dentro da cidade. Os intensos confrontos continuam", disse o jornalista Ismail Eskin, que está em Kobane.

Tentativa de invasão na madrugada

Militantes do EI vêm tentando tomar posse de Kobane depois de terem conquistado grandes extensões de território na Síria e no Iraque nos últimos meses. Na madrugada deste domingo para segunda, combatentes do grupo radical tentaram entrar na cidade, vindos de leste e oeste, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos. Conforme a entidade, baseada em Londres, pelo menos 20 insurgentes foram mortos na tentativa de invasão.

Syrien Kobane Kämpfe 06.10.2014 Flagge

Bandeira foi fotografada por fotográfo da AFP a partir do lado turco da fronteira em monte próximo a Kobane

Os ataques aéreos dos Estados Unidos e de países do Golfo Pérsico não conseguiram deter o avanço dos islamistas, que assediam a cidade com artilharia pesada, enquanto os curdos tentam defender o lugar com equipamentos bélicos mais leves. Depois de bombardeios do EI atingirem zonas residenciais de Kobane, o fogo cruzado chegou ao território turco nos últimos dias.

Neste domingo, uma combatente curda matou dezenas de integrantes do EI durante um atentado suicida, detonando explosivos em seu corpo depois de penetrar numa posição mantida pelos jihadistas.

MD/rtr/afp

Leia mais