1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

"Estado Islâmico" ataca campo de refugiados palestinos na Síria

Organização terrorista assume o controle de maior parte de acampamento de Yarmouk, localizado ao sul da capital síria, Damasco. Cerca de 18 mil refugiados palestinos e sírios vivem no local.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos, organização não governamental com base no Reino Unido, afirmou nesta quarta-feira (01/04) que o grupo extremista "Estado Islâmico" (EI) invadiu e tomou "grande parte" do campo palestino de refugiados Yarmouk, ao sul da capital síria, Damasco. A invasão ocorreu após confrontos entre a milícia jihadista e combatentes do grupo palestino Aknaf Beit al-Maqdis, que luta no país contra o presidente Bashar al-Assad.

"O 'Estado Islâmico' controla agora a maior parte do campo Yarmouk", disse o líder da ONG síria, Rami Abdel-Rahman. A informação também foi confirmada pelo diretor para assuntos políticos da Organização para a Libertação da Palestina, Anwar Abdel Hadi: "Combatentes do EI lançaram um ataque em Yarmouk nesta manhã e assumiram a maior parte do campo [de refugiados]". Ainda não houve posicionamento oficial por parte do governo sírio.

Os combates dentro do extenso campo começaram depois que milicianos do EI entraram na área a partir do distrito vizinho de Hajar al-Aswad e atacaram os escritórios de grupos palestinos, segundo testemunhas. Aknaf Beit al-Maqdis é declaradamente composto por membros do Hamas, o grupo islâmico que controla a Faixa de Gaza.

Yarmouk, que já chegou a abrigar aproximadamente 160 mil refugiados palestinos e sírios, está cercada há mais de um ano por combates entre forças governamentais e grupos rebeldes sírios, incluindo a Frente al-Nusra, braço da Al Qaeda na Síria. A ONU estima que 18 mil refugiados permaneçam no acampamento, depois que muitos fugiram dos conflitos.

PV/afp/dpa/rtr

Leia mais