1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Estônia planeja cerca na fronteira com a Rússia

Barreira de arame farpado deve ter 2,5 metros de altura e mais de 100 quilômetros de extensão. Objetivo é impedir trânsito ilegal e proteger União Europeia e o país báltico, ex-integrante da União Soviética.

A Estônia planeja construir uma cerca nos 136 quilômetros de fronteira com a Rússia para combater o trânsito ilegal e proteger a União Europeia. A polícia de fronteira afirmou nesta sexta-feira (28/08) que os planos incluem a instalação de sensores, câmeras e radares na região.

De acordo com as autoridades, cerca de 80 quilômetros da fronteira do país membro da União Europeia foram demarcados e boias serão instaladas para delimitar a divisa em lagos e rios.

No entanto, a construção da cerca deve começar somente em 2018, afirmou o porta-voz do Ministério do Interior estoniano, Toomas Viks. "O objetivo da construção é cobrir 100%, com vigilância técnica permanente, a fronteira terrestre e criar condições ideais para os guardas de fronteira garantirem a segurança da Estônia e do espaço Schengen", disse Viks.

A cerca de arame farpado terá 2,5 metros de altura. O anúncio da construção ocorre em meio à elevada tensão na região, devido à crise entre a Rússia e a Ucrânia. Os estados bálticos têm sido abalados com as ações de Moscou em território ucraniano, onde separatistas pró-Rússia vêm lutando contra forças de Kiev desde abril de 2014.

A Estônia, juntamente com a Letônia e a Lituânia, fizeram parte da União Soviética por quase cinco décadas. Em 2004, os países entraram para a União Europeia e a Otan, nma tentativa de reforçar a segurança em um momento de tensão com Moscou.

CN/ap/afp

Leia mais