1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Estônia é primeiro país a votar pela internet

Primeiro país do mundo a permitir a votação pela internet, a Estônia elegeu um novo Parlamento.

default

Votação na Estônia: tradicional ou online

Primeiro país do mundo a permitir a votação pela internet, a Estônia escolheu neste domingo (04/03) um novo Parlamento. Até o meio-dia (horário local), 32,3% dos 940 mil eleitores já tinham feito sua escolha, perfazendo uma participação maior no pleito do que em 2003, quando a abstenção foi maior e apenas 28,6% dos estonianos votaram. Naquele ano, o país ainda não era membro da União Européia.

Votar em 15 segundos

As eleições pela rede funcionam de forma simples e duram "apenas 15 segundos", garante Tarvy Martins, gerente do projeto i-voting no país. O eleitor coloca sua carteira de identidade, que na Estônia possui um chip, para ser lida por um leitor acoplado ao computador. Daí em diante, basta acessar o site das eleições na internet, digitar duas senhas e marcar um "x" no candidato escolhido.

Até a noite da última quinta-feira (01/03), 30 mil pessoas já haviam usado a internet para dar seu voto. Um número sensivelmente maior do que o dos que optaram pela votação online em 2005, quando houve no país a possibilidade de usar a rede numa eleição regional.

Tradição em tecnologia

Internet in Estland

No país, acesso a internet é gratuito para todo cidadão

A Estônia vem investindo intensamente em tecnologia, desde que se desligou da União Soviética, em 1991. Hoje, o eleitor encontra o leitor de chips, necessário para votar, acoplado a qualquer computador público. E os preços para comprar um são também módicos: dez euros.

Quem não vê as eleições pela rede com muito entusiasmo é a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). Questões de segurança e transparência na contagem dos votos preocupam os observadores da organização, que afirmam não dispor dos meios necessários para comprovar a honestidade do pleito.

Leia mais