1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Esposa de ex-dirigente do PC chinês é julgada por homicídio

O julgamento mais aguardado das últimas décadas na China durou apenas sete horas. Gu Kailai, a esposa do líder político Bo Xilai, é acusada da morte de um empresário britânico.

O julgamento da Gu Kailai, mulher do ex-dirigente do Partido Comunista Chinês Bo Xilai, ocorreu nesta quinta-feira (09/08) na cidade de Hefei e durou apenas sete horas. A data do veredicto ainda será anunciada, segundo um oficial do tribunal.

Segundo a mesma fonte, ela não contestou a acusação de homicídio por envenenamento de um empresário britânico, Neil Heywood, de 41 anos. Apesar de muitos chineses acreditarem que Gu é culpada da morte do empresário, com quem mantinha negócios, o julgamento é visto como uma forma de punir o marido dela.

Tido como populista e ambicioso, Bo fez inimigos poderosos durante a sua campanha para se tornar um dos líderes da nova geração de políticos chineses.

A polícia afirma que Gu e seu cúmplice, o assistente Zhang Xiaojun, assassinaram Heywood em razão de uma transação financeira ilegal para a qual seria necessária a ajuda do empresário britânico. No entanto, quando Gu foi indiciada formalmente, o foco da acusação foi de que o crime teria motivos pessoais, afirmando que Heywood teria feito ameaças ao filho de Gu, Bo Guagua.

Numa concessão rara na China, a presença de dois diplomatas britânicos no tribunal foi permitida devido à nacionalidade da vítima. A maioria dos órgãos de imprensa teve acesso negado ao julgamento realizado na capital da província de Anhui, na região leste do país.

Prisão ou pena de morte

Apesar dos pedidos das autoridades britânicas para que o julgamento fosse conduzido de forma justa, no intuito de trazer à tona a verdade sobre a morte de Heywood, a defesa de Gu foi delegada a dois advogados provinciais sem muita experiência na área criminal, o que torna quase certa a condenação. A ré é advogada, e a família dela tinha esperanças de conseguir representação jurídica privada.

Gu pode receber a pena de morte, mas especialistas consideram que o veredicto mais provável seja uma pena de 10 a 15 anos de prisão. Além disso, ela poderá cumprir sua sentença em condições menos rígidas, por ser filha de um importante general comunista.

China Mordprozess Politiker Bo Xilai Gu Kailai Kombo

Gu Xilai (d) é acusada da morte do empresário britânico Neil Heywood

O escândalo acabou por derrubar o marido da ré, conhecido por sua atuação agressiva na repressão do crime organizado e por sua campanha de tons maoístas que incomodou a ala moderada do partido.

Bo está agora sob investigação, acusado de crimes de corrupção. Alguns analistas acreditam que Gu deverá sofrer as consequências mais pesadas, enquanto a situação de seu marido seria de tratada de forma mais amena. Outra possibilidade é que o caso de Bo possa ser levado adiante apenas após o término da transição de liderança, ainda este ano.

RC/ap/afp/rtr/dpa
Revisão: Alexandre Schossler