1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Especialistas afirmam ter encontrado cem obras inéditas de Caravaggio

Desenhos e pinturas atribuídas ao mestre do barroco foram avaliados em 700 milhões de euros. Mas outros especialistas pedem cautela em relação ao anúncio.

Aproximadamente cem desenhos e pinturas do pintor barroco Caravaggio teriam sido encontrados no castelo Sforzesco, no norte de Milão, informou a agência de notícias Ansa nesta quinta-feira (05/07).

As obras fazem parte do chamado Fundo Peterzano, um coleção de peças dos alunos do pintor Simone Peterzano, em cuja casa o jovem Caravaggio se iniciou na pintura aos 13 anos, permanecendo até os 17 anos.

Os historiadores italianos Maurizio Bernardelli Curuz e Adriana Conconi Fedrigolli, responsáveis pelo anúncio, informaram ainda que foi encontrado um bilhete escrito pelo próprio pintor.

Os trabalhos foram avaliados em 700 milhões de euros, com base no valor médio de 7 milhões de euros que obras de grandes mestres do século 16 têm alcançado em leilões.

Historiadores pedem cautela

Mas as autoridades de Milão pediram cautela com o anúncio, lembrando que as obras sempre estiveram lá e já foram vistas por muitos especialistas.

Também outros historiadores foram cautelosos. "Temos de ser muito prudentes. Esses desenhos são bem conhecidos, eu mesma os vi. A pesquisa deles precisa ser estudada com cuidado e verificada pela comunidade científica", afirmou a historiadora Cristina Terzaghi.

Outro especialista em arte do século 16, Claudio Strinati, disse que o anúncio é um absurdo.

Caravaggio, cujo nome era Michelangelo Mersi, viveu entre 1571 e 1610, morrendo possivelmente de malária. Ele revolucionou a pintura com sua composição de sombra e luz na período inicial do barroco. Entre suas obras mais famosas estão O sacrifício de Isaac, A ceia em Emaús e Baco.

Leia mais