1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Espanha se despede da Copa com vitória sobre a Austrália

Atuais campeões encerram participação no Mundial de forma melancólica, mas com um triunfo incontestável sobre a Austrália em Curitiba. Em sua última partida pela seleção, David Villa marca de letra e se emociona.

Em partida melancólica, a Espanha se despediu da Copa do Mundo de 2014 com uma vitória por 3 a 0 contra a Austrália, nesta segunda-feira (23/06), na Arena da Baixada, em Curitiba. Os gols foram anotados por David Villa, Fernando Torres e Juan Mata.

O destaque ficou justamente para o autor do primeiro gol, que se despediu da seleção espanhola com um golaço de letra, foi substitído sob aplausos e chorou no banco de reservas.

A seleção espanhola queria diminuir um pouco o desempenho pífio mostrado até então no torneio e atacou desde o início. De fato, a partida praticamente só se desenvolveu em direção à área australiana. David Villa, Santi Cazorla e Juanfran causaram perigo em quase todas as jogadas ofensivas.

E a conexão Atlético de Madrid funcionou bem aos 35 minutos. O lateral-direito Juanfran subiu bem até a linha de fundo e rolou para o meio da área. David Villa se antecipou ao zagueiro australiano e tocou de letra para o fundo das redes. O atacante espanhol anotou assim o seu nono gol em Copas e é o maior artilheiro espanhol na história do torneio. Villa também é o maior artilheiro da Fúria, com 59 gols, dez a mais que Raul González.

Na segunda etapa, Villa, que agora vai jogar no futebol dos Estados Unidos, foi substituído e recebeu todo o carinho da torcida presente em Curitiba. Sentado no banco, chorou copiosamente e foi abraçado pelos companheiros como Gérard Piqué e Iker Casillas.

A Espanha ampliou ainda com Fernando Torres, aos 23 minutos, tocando com categoria no canto oposto do goleiro Matt Ryan, e com Juan Mata, que tocou a bola entre as pernas do goleiro, aos 36.

Com o resultado, a Espanha terminou na terceira posição do Grupo B, com três pontos. Os (ainda) atuais campeões mundiais evitaram assim a pior campanha de sua história. Em 1966, na Inglaterra, a Espanha também caiu na fase de grupos com duas derrotas e uma vitória.

Ficha técnica

Austrália 0 x 3 Espanha

Local: Arena da Baixada, Curitiba

Arbitragem: Nawaf Shukralla (Bahrein), auxiliado por seus compatriotas Yaser Tulefat e Ebrahim Saleh.

Gols: David Villa (31'/1T), Fernando Torres (23'/2T) e Juan Mata (36'/2T)

Cartões amarelos: Sergio Ramos (16'/2T), Matthew Spiranovic (43'/2T), Mile Jedinak (45'/2T)

Austrália: Matt Ryan; Ryan McGowan, Alex Wilkinson, Matthew Spiranovic, Jason Davidson; Matt McKay, Mile Jedinak, Oliver Bozanic (Mark Bresciano 27'/2T), Matthew Leckie, Tommy Oar (James Troisi (16'/2T); Adam Taggart (Bem Halloran 1'/2T). Técnico: Ange Postecoglu.

Espanha: Pepe Reina; Juanfran, Raúl Albiol, Sergio Ramos, Jordi Alba; Xabi Alonso (David Silva 38'/2T), Koke, Andrés Iniesta; Santi Cazorla (Cesc Fàbregas 23'/2T), David Villa (Juan Mata 12'/2T) e Fernando Torres. Técnico: Vicente Del Bosque.

Leia mais