1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Espanha descarta possível caso de ebola

Exames indicam que nigeriano internado com sintomas da doença não está infectado com o vírus. Ele havia retornado de uma viagem à Nigéria, onde há casos registrados.

O nigeriano que foi hospitalizado na Espanha com suspeita de ter contraído o vírus ebola não é portador da doença, afirmou o Departamento de Saúde da região de Valência, com base nos resultados de exames.

O homem havia chegado ao hospital San Juan, na cidade de Alicante, no sul da Espanha, apresentando sintomas característicos da doença, como febre alta, mal-estar, vômitos e hemorragias.

As autoridades ativaram de maneira preventiva o procedimento previsto em caso de suspeita do vírus ebola, e o paciente foi levado a uma área de isolamento, onde foram feitos exames posteriormente submetidos a análises num instituto de microbiologia de Madrid.

O nigeriano havia retornado recentemente de uma viagem a seu país de origem, onde até o momento já foram confirmados ao menos uma dezena de casos e uma morte, o que aumentou a suspeita de que pudesse estar infectado.

No entanto, os resultados finais demonstraram que o paciente não é portador do vírus que já causou mais de 1.100 mortes em países da África Ocidental.

De acordo com a imprensa espanhola, nos últimos dias outros cinco casos de suspeita de contaminação pelo vírus ebola também ativaram protocolos de atuação para possíveis casos de contaminação, mas em nenhum deles foi atestada a presença do vírus.

A primeira vítima espanhola do ebola foi o missionário Miguel Pajares, de 75 anos. Ele contraiu o vírus na Libéria, num hospital onde trabalhava.

RC/dpa/lusa/afp

Leia mais