1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Espanha ataca fragilidade tunisiana por vaga nas oitavas

Embalada por uma goleada história em sua estréia, "Fúria" parte para cima da seleção africana para explorar feridas do rival e garantir vaga na segunda-fesa da Copa do Mundo.

default

David Villa é a esperança espanhola

Sem medo de seu passado em Copas, indiferente em relação às análises populares a respeito de seu ímpeto no torneio e embalada pela goleada histórica por 4 a 0 sobre a Ucrânia, a maior de sua história em estréias, a Espanha luta por uma vitória simples sobre a Tunísia nesta segunda-feira, em Suttgart, para carimbar a primeira vaga do grupo H nas oitavas-de-final.

Tradicionalmente conhecida como uma seleção que não corresponde às expectativas em Mundiais, a equipe dirigida por Luis Aragonés explora a partir das 21 horas (16h de Brasília) todas as fragilidades da equipe africana.

Aquelas apresentadas no empate por dois gols com a Arábia Saudita e os problemas médicos do adversário. O maior deles é o que corresponde ao atacante brasileiro naturalizado tunisiano Francileudo dos Santos, que sofre com uma lesão muscular.

Isso foi o suficiente para o treinador Roger Lemerre dizer, na semana passada, que a Tunísia deveria antecipadamente aceitar a derrota e passar a pensar no duelo com a Ucrânia, na última rodada. No dia seguinte ele percebeu seu equívoco e eloigou a equipe.

"A Tunísia tem uma equipe forte fisicamente e que dificulta muito o jogo. Mas eu espero que dê tudo certo para nós. Sinceramente, 1 a 0 está de bom tamanho já", disse o zagueiro Sérgio Ramos, que na seleção espanhola joga como lateral-direito.

ESPANHA x TUNÍSIA

Data: 19/6/2006 (Segunda-feira)

Local: Gottlieb-Daimler-Stadion, em Stuttgart

Horário: 21h (16h de Brasília)

Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Brasil)

Auxiliares: Ednílson Corona e Aristeu Tavares (ambos brasileiros)

Espanha

Casillas ; Sergio Ramos, Pablo, Puyol e Pernía; Marcos Senna, Xabi Alonso, Xavi e Luis García; Torres e Villa

Técnico: Luis Aragonés

Tunísia

Boumnijel; Trabelsi, Jaidi, Haggui e Ayari ; Mnari, Bouazizi, Chedli e Namouchi; Jaziri e Guemamdia Técnico: Roger Lemerre

  • Data 19.06.2006
  • Autoria (gf)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/8eAA
  • Data 19.06.2006
  • Autoria (gf)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/8eAA