Espanha aperta cerco aos fumantes | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 02.01.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Espanha aperta cerco aos fumantes

Nova lei espanhola proíbe fumo em locais públicos fechados e em algumas áreas ao ar livre, como o acesso a hospitais, colégios e em parques infantis.

default

Começou a valer na Espanha neste domingo (2/1) uma das mais rígidas leis antifumo da Europa, proibindo o fumo em todos os bares, restaurantes, danceterias, aeroportos e em algumas áreas ao ar livre.

Além disso, não é permitido fumar em espaços fechados de uso público e nos acessos a hospitais e colégios, além dos parques infantis ao ar livre, o que faz alguns considerarem a nova lei espanhola uma das mais restritivas do mundo.

O governo assegura que o endurecimento da legislação tem o respaldo da maioria "esmagadora da população". Já os críticos acreditam que a nova lei levará à perda de 350 mil empregos e um impacto de 7 bilhões de euros.

"Não podemos esquecer que mais de 70% da população espanhola não fumam. Por isso, é lógico acreditar que este percentual se sentirá melhor nos bares quando não houver fumaça de fumantes", lembrou a ministra da Saúde, Leire Pajin, durante a sessão no Congresso, em 21 de dezembro, quando a lei foi aprovada.

Fumo mata mais do que trânsito

Segundo o governo espanhol, 53 mil pessoas morrem por ano na Espanha em consequência do fumo, uma cifra maior do que o total de mortes por acidentes de trânsito ou pelo consumo de drogas ilegais no país. Deste número total de mortos, 1200 são fumantes passivos.

A proibição do fumo é tratada de forma diferenciada nos países europeus. Na Alemanha, já desde 2008 não se pode fumar em bares ou restaurantes, mas há diversas exceções, criadas através de áreas exclusivas ou "clubes" de fumantes.

Também desde 2008 só se pode fumar em terraços externos na França, embora muitos proprietários de bares e restaurantes tenham proibido o fumo em seus estabelecimentos. Já desde 2005 não é permitido fumar em restaurantes na Itália.

RW/afp/rts
Revisão: Marcio Damasceno

Leia mais