1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Espanhóis sobrevivem escondidos em museu de Túnis

Casal espanhol escapa do atentado que matou mais de 20 na Tunísia ao se esconder os terroristas durante toda a noite.

O ministro do Exterior da Espanha, José Manuel García-Margallo, informou nesta quinta-feira (10/03) que um casal de turistas espanhóis foi encontrado após passar a noite se escondendo no Museu do Bardo, local do

ataque terrorista que deixou 23 mortos

na Tunísia.

"Recebi informações de que estão vivos e saudáveis" afirmou o ministro. "Se esconderam todo esse tempo, sem se atrever a telefonar, porque estavam em um estado de ansiedade e medo característico de uma situação desse tipo."

Os sobreviventes são Juan Carlos Sánches e Cristina Rubio. Ela está grávida de quatro meses, o que deixou a situação "ainda mais dramática, se é que isso é possível", afirmou García-Margallo.

Funcionários da embaixada espanhola haviam procurado pelo casal durante a noite em hospitais, hotéis e necrotérios de Túnis até que foi descoberto que eles estavam escondidos dentro do museu.

Outro casal de espanhóis morreu no atentado. Eles viajavam em um navio de cruzeiro para comemorar seus 50 anos de casamento. Era a primeira vez que eles haviam saído da Espanha.

O ministro afirmou que enviará um avião a Túnis para transportar os corpos do casal morto no atentado, e que a mesma aeronave estará à disposição dos sobreviventes, caso queiram regressar ao país.

García-Margallo condenou os atentados ocorridos em Túnis e destacou a importância da luta contra o terrorismo.

RC/ap/dpa

Leia mais