Escola Superior de Aachen é líder em cursos técnicos | Tudo o que você precisa saber para estudar na Alemanha | DW | 09.03.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Estudar na Alemanha

Escola Superior de Aachen é líder em cursos técnicos

Seis faculdades da RWTH lideram o ranking alemão de cursos técnicos de 2007. Instituição foi fundada em 1870 como escola politécnica.

default

Prédio principal da instituição

Por trás da complicada sigla em alemão RWTH Aachen esconde-se o nome Rheinisch-Westfälische Technische Hochschule, ou seja, Escola Superior Técnica da Renânia-Vestfália em Aachen.

Hochschulen - RWTH in Aachen

Alunos de Engenharia Mecânica acompanham uma aula

Com mais de 30 mil alunos, ela é uma das principais instituições de ensino superior técnico na Europa e uma das três maiores universidades alemãs no campo das disciplinas técnicas.

Seus cursos de matemática, física, química, engenharia mecânica, eletrotécnica e de tecnologia da comunicação lideram o ranking de cursos técnicos de 2007, feito pelo Centro de Desenvolvimento do Ensino Superior (CHE, da sigla em alemão).

Cooperação com empresas é ponto forte

Em meados do século 19, a cidade de Aachen, localizada junto às fronteiras da Alemanha com a Holanda e a Bélgica, era uma das regiões mais industrializadas do país. Este foi um dos motivos para a fundação, em 10 de outubro de 1870, da Escola Real Politécnica Renano-Vestfaliana, precursora da atual instituição.

Computersimulation Forschungsgruppe VR der RWTH Aachen Virtueller OP-Saal

Pesquisa na medicina: sala de cirurgia virtual

Embora algumas décadas mais tarde a região do Ruhr, tenha passado a atrair mais indústrias do que a região de Aachen, é mantida até hoje a tradição da estreita cooperação da escola superior técnica com empresas e institutos de pesquisa da região, o que facilita aos alunos conciliar teoria e prática.

Um dos exemplos disto é a cooperação entre a escola superior técnica de Aachen e o centro de pesquisas de Jülich, cujo pesquisador Peter Grünberg recebeu o Nobel de Física em 2007.

Desde outubro de 2007, a instituição faz parte do programa de excelência do ensino superior alemão, cujo objetivo é desenvolver ainda mais a pesquisa de ponta nas universidades. (rw)

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados