Escócia prepara novo referendo sobre independência | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 25.06.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Escócia prepara novo referendo sobre independência

Governo escocês afirma que quer assegurar lugar da Escócia na União Europeia e prepara legislação necessária para novo referendo sobre independência do país do Reino Unido.

O governo regional da Escócia anunciou neste sábado (25/06) que quer iniciar negociações imediatas com a União Europeia (UE) para assegurar o lugar do país no bloco e está preparando a legislação necessária para um segundo referendo sobre a independência da Escócia do Reino Unido.

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, afirmou que as questões legais para a realização de um segundo referendo estão sendo analisadas pelo governo escocês. As declarações foram dadas depois de uma reunião de emergência do governo da Escócia, em Edimburgo.

"O gabinete de governo decidiu que vamos iniciar conversações imediatas com as instituições da UE e com outros países-membros da UE para explorar todas as possibilidades de proteger o lugar da Escócia na UE", afirmou Sturgeon.

Em 2014, os escoceses decidiram, em referendo, permanecer no Reino Unido, com 55% dos votos. No referendo sobre o Brexit, a maioria dos escoceses (62%) optou por permanecer na União Europeia.

Sturgeon mencionou uma cláusula do manifesto de seu partido, afirmando que há uma mudança de circunstâncias significativa em relação ao momento em que a Escócia votou por permanecer no Reino Unido, há dois anos.

Antes do referendo sobre o Brexit, o Partido Nacional da Escócia (SNP), que está no governo, já havia anunciado a possibilidade de um novo referendo sobre a independência caso os britânicos optassem por deixar a União Europeia.

AS/dpa/afp/rtr

Leia mais