1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Erik Zabel defende as cores alemãs na Volta da França

A Volta da França tem início neste sábado, em Luxemburgo. Os alemães depositam todas as suas expectativas em Erik Zabel, da equipe Deutsche Telekom.

default

Erik Zabel (esq.) não contará desta vez com Jan Ullrich (dir.), com lesão no joelho e sob suspeita de doping

A 89ª Tour de France tem início neste sábado (06/07), com a prova individual contra o relógio, num percurso de 6,5 quilômetros pelas ruas da capital luxemburguesa. A Volta da França ocorre num momento em que o futebol está em pleno recesso. Terminou a Copa do Mundo e o Campeonato Alemão só terá início dentro de um mês e meio. Isto faz com que a atenção dos alemães interessados em esportes se voltem inteiramente para o ciclismo.

Número um do ranking mundial e capitão da equipe Deutsche Telekom, Erik Zabel é convocado mais uma vez a salvar a honra dos ciclistas alemães, conquistando pela sétima vez consecutiva a camiseta verde de velocista. Mas a única equipe alemã que disputa a competição está enfrentando inúmeros contratempos.

Sobre ela paira sobretudo a sombra do escândalo de doping, envolvendo Jan Ullrich. O vencedor da Volta da França de 1997 já anunciara, em maio, que não participaria da prova deste ano, em virtude de uma lesão no joelho. Apesar disto, a suspeita de que tenha ingerido anfetamina constitui uma ameaça ao prestígio de todo o ciclismo alemão e da equipe Deutsche Telekom, em especial.

Mudança na equipe

Além do escândalo com Ullrich, Erik Zabel tem agora de enfrentar um novo problema. Sua equipe teve de ser reestruturada a curto prazo, de forma inesperada. Alexander Winokurow sofreu uma lesão que o impossibilita de disputar a Volta da França. Para Zabel, uma perda grave: "Na última etapa do ano passado, Winokurow foi o parceiro mais importante, para me assegurar a conquista da camiseta verde."

Udo Bölts, que já tinha sido dispensado definitivamente da equipe, foi inscrito no último momento para o lugar de Winokurow. A convocação de Bölts foi feita pessoalmente por Erik Zabel, através de um telefonema.

Segundo Zabel, as suas ambições este ano não são diferentes dos anos anteriores – o maior número possível de etapas vitoriosas e a camiseta verde. Mas um prognóstico sobre as suas chances só será possível depois do décimo dia de competição, afirma o capitão da Deutsche Telekom. Como seus maiores rivais na disputa do título de velocista, Erik Zabel cita McEwen, O'Grady, Steels e Freire.