1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Erdogan lamenta incidente com avião militar russo

Apesar de expressar arrependimento, presidente da Turquia não pede desculpas sobre abate de caça russo pela força aérea turca, porém, renova convite para conversa com Putin voltada a restabelecer relações entre países.

Türkei Präsident Recep Tayyip Erdogan

Presidente turco renovou convite para conversar "cara a cara" com o homólogo russo

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou neste sábado (28/11) que está "triste" e lamenta o abate do avião militar russo pela força aérea turca na última terça-feira, que deixou as relações entre os dois países mais tensas. O líder renovou ainda o convite para conversar pessoalmente com o homólogo russo, Vladimir Putin.

"Estamos verdadeiramente tristes com esse incidente. Desejamos que não tivesse acontecido, mas aconteceu. Espero que algo assim nunca volte a acontecer", assegurou Erdogan. "Esperamos que essa questão entre nós e a Rússia não aumente ainda mais, não se torne corrosiva e não tenha consequências terríveis no futuro."

Erdogan

voltou a pedir um encontro "cara a cara" com o colega russo

às margens da Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, na segunda-feira, em Paris. O presidente turco afirmou que a reunião seria uma oportunidade para tentar restabelecer as relações entre os dois países. "A Rússia é tão importante para a Turquia quanto a Turquia é para a Rússia", frisou.

Nesta semana, Putin rejeitou o convite do líder turco e alegou que a Turquia não estava interessada em pedir desculpas pelo incidente. O russo considerou a derrubada do caça uma "punhalada nas costas dada por cúmplices de terroristas". Moscou anunciou a restrição de um regime de isenção de vistos para visitantes turcos, depois de ameaçar uma série de medidas de retaliação na área econômica.

Neste sábado, o ministério das Relações Exteriores da Turquia alertou seus cidadãos a adiarem viagens não urgentes e desnecessárias à Rússia. Ancara diz que o caça russo entrou no espaço aéreo turco e ignorou as várias advertências, mas Moscou insiste que o avião não cruzou a fronteira da Síria e exigiu um pedido de desculpas.

FC/rtr/ap/afp/efe

Leia mais