1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Era uma vez no deserto espanhol

Há cerca de 50 anos, centenas de faroestes foram rodados na Espanha. Hoje, o que sobrou daqueles dias de glória foi transformado num parque temático no estilo dos antigos filmes.

Nos anos 1960 e 1970, o Deserto de Tabernas em Almeria, no sudoeste da Espanha, era uma espécie de Hollywood europeia. Estrelas como Clint Eastwood, Henry Fonda, Charlton Heston, Richard Burton e Elizabeth Taylor fizeram da região sua moradia temporária durante a gravação de filmes – entre eles, os que ficaram conhecidos como o gênero "western spaghetti".

Os filmes foram assim apelidados por serem faroestes dirigidos por italianos. Um dos representantes mais prolíficos desse grupo de cineastas era Sergio Leone, que construía cenários inteiros no deserto, não muito distantes do Mediterrâneo.

Há cerca de 50 anos, centenas de filmes foram feitos na região. Entre eles clássicos como a trilogia dos dólares – Por um punhado de dólares, Por uns dólares a mais e Três homens em conflito. Partes de Lawrence da Arábia e Cleópatra também foram filmadas ali.

Agora, os cenários nos quais esses filmes foram realizados foram transformados em parque temático no estilo faroeste, onde os turistas podem passear por um saloon (típico bar do Velho Oeste), passar um tempo atrás das grades na cadeia local ou reencenar um tiroteio em plena rua.

Spain-Spaghetti Westerns Film Set Spanien

Os cenários das produções de Hollywood se transformaram em um parque temático para os fãs do faroeste

Atores usando chapéus e botas de cowboy realizam shows diariamente pelas ruas da cidade cenográfica. Na praça principal, o banco central é assaltado todos os dias, e os bandidos responsáveis pelo tiroteio acabam sempre enforcados. O complexo ainda conta com um zoológico e um parque aquático.

"Parece muito com o Velho Oeste. Lembra um pouco o Arizona", diz Shadae Talebi, uma americana que vive na Bélgica e trouxe os dois filhos para passar as férias na Espanha. "Eles nunca viram um filme de caubóis e índios, eles ainda são muito pequenos."

Mesmo dublês

No geral, o público do parque é composto por fãs de filmes de faroeste. "Meu marido sempre assistiu a esses filmes", diz a britânica Angela Throgood. "John Wayne está sempre por perto, assim com Clint Eastwood", completa ela rindo.

Muitos dos funcionários do parque são dublês que caíram das varandas ou galoparam em cavalos ao lado de Clint Eastwood naquela época – e agora trabalham como animadores de festas infantis.

As mesmas pessoas são "baleadas" todos os dias, diz o ator José Francisco Garcia Pascual, que guia uma carruagem. "É um trabalho muito, muito difícil! Todos os dias eu mato umas três ou quarto pessoas", diz ele, rindo.

Spain-Spaghetti Westerns Film Set Spanien

Jesus Laguna foi dublê de filmes rodados na região

Os diretores de cinema escolhiam o Deserto de Tabernas para filmar seus faroestes pela semelhança com o Velho Oeste americano – uma planície varrida pelo vento, cortada por leitos de rios secos e desfiladeiros rochosos.

Filmar por lá também valia a pena financeiramente. Mas no final da década de 1970, diretores encontraram locações mais baratas – na Turquia e no Marrocos –, acabando com a indústria do cinema em Almeria.

Na pequena Tabernas, única vila em dezenas de quilômetros, os moradores mais velhos contam histórias dos dias de ouro na era dos faroestes.

"Aqui era a Hollywood espanhola", diz Jesus Laguna, um dublê aposentado que ainda usa seu chapéu de caubói. "Todos os tipos de atores da verdadeira Hollywood passaram por aqui, inclusive alguns vencedores do Oscar."

Desemprego

Como diversas partes da Espanha, o Deserto de Tabernas enfrenta dificuldades. O índice de desemprego na região de Almeria chega a 30%.

Henry Fonda spielt das Lied vom Tod

Henry Fonda foi uma das estrelas que filmaram na região de Almeria

Recentemente, o fotógrafo espanhol Alvaro Deprit passou um mês vivendo no deserto e documentando a vida daqueles que foram deixados para trás quando a indústria do cinema foi embora.

"É um sentimento de melancolia", diz Deprit. "Porque aquele mundo acabou. Era a era de ouro dos faroestes, e agora é uma imitação do que aquele lugar foi um dia."

Entre os deixados para trás está um membro da aldeia indígena dos blackfoot, do Canadá. Ele trabalhava como figurante e, desde então, vive em um acampamento no deserto.

Há também um ator local, Jose Novo, que se parece muito com Henry Fonda. Novo diz que sua mãe era amiga do ator americano e deu à luz exatamente nove meses depois que ele esteve na região, em 1968, rodando Era uma vez no Oeste.

Leia mais