1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Equador declara estado de emergência ambiental nas Ilhas Galápagos

Medida, tomada uma semana após navio com poluentes ter encalhado numa baía, visa agilizar recursos caso ocorra algum dano ao meio ambiente. Autoridades afirmam que situação não representa risco para o ecossistema local.

O Equador declarou estado de emergência ambiental nas Ilhas Galápagos, comunicaram autoridades locais, nesta quinta-feira (05/02), uma semana depois de um navio que transportava poluentes ter encalhado numa baía.

A medida, divulgada pela Comissão de Operações de Emergência, visa a responder rapidamente a eventuais problemas ambientais nas ilhas, classificadas pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade.

O estado de emergência vai "permitir que as autoridades disponham de recursos imediatos para lidar com a situação", disse um porta-voz do Parque Nacional de Galápagos. Embora o governo não veja uma ameaça ambiental imediata para o arquipélago, a declaração de emergência garantirá a transferência de recursos, em caso de dano ecológico.

Em 28 de janeiro, o navio Floreana encalhou na baía das ilhas, com 1.400 toneladas de produtos a bordo, incluindo materiais perigosos, como gás doméstico e 10 mil litros de combustíveis.

Alguns vazamentos já foram registrados. Até agora, eles estão sendo controlados com barreiras de contenção e elementos absorventes. Enquanto isso, o navio, cujo casco foi destruído, está no processo de ser removido.

Esta é a segunda vez que o Equador declara estado de emergência ambiental no arquipélago. Em maio, outro navio, com 19 mil galões de diesel e 300 de lubrificantes, também encalhou na região.

Localizadas a cerca de mil quilômetros da costa do Pacífico do Equador, as Ilhas Galápagos são famosas pelo grande número de espécies que se desenvolveram em completo isolamento.

PV/ap/afp

Leia mais