1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Epidemia do ebola já deixou mais de mil mortos

Somente nos últimos dias, 52 novos casos fatais foram registrados na Guiné, na Libéria e em Serra Leoa, diz OMS. Padre espanhol infectado pelo vírus morre no hospital.

A epidemia de ebola na África Ocidental ultrapassou os mil mortos, divulgou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira (11/08). O vírus já causou 1.013 mortes e infectou outras 1.848 pessoas na região.

O total de vítimas fatais inclui 52 mortes registradas entre 7 e 9 de agosto nos países que são o epicentro da epidemia – Guiné, Libéria e Serra Leoa. Durante esse período foram registrados 11 novos casos e seis mortos na Guiné, 45 novos casos e 29 mortos na Libéria, e 13 novos casos e 17 óbitos em Serra Leoa. Não foram registrados novos casos ou vítimas fatais na Nigéria.

Nesta terça-feira, o primeiro europeu infectado no surto – o religioso espanhol Miguel Pajares – morreu no hospital, segundo as autoridades de saúde da Espanha. Pajares, de 75 anos, foi levado da Libéria para Madri na quinta-feira passada, depois de ter contraído o vírus trabalhando para um ONG no país africano. Sua assistente Juliana Bohi, que também foi repatriada, não foi infectada pelo ebola.

Na última semana, a OMS declarou a atual epidemia no oeste da África uma emergência internacional de saúde pública. O atual surto do ebola começou em março deste ano e já é o maior e mais longo da história. Nesta terça-feira, a OMS vai se pronunciar sobre a utilização de medicamentos não aprovados para o tratamento da doença.

LPF/afp/lusa/rtr

Leia mais