1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Enquete mostra insatisfação dos alemães com administração pública

A grande maioria das pessoas na Alemanha está insatisfeita com a atuação da administração pública nas áreas da política trabalhista, da educação, da previdência e assistência social.

default

Os alemães consideram educação escolar tarefa do Estado

A maioria dos insatisfeitos foi esmagadora: 70% dos participantes da enquete consideraram-se mal representados pela classe política, no que se refere à solução dos principais problemas que afligem a população. Somente 7% dos entrevistados consideraram-se inteiramente satisfeitos com o trabalho dos órgãos públicos.

A pesquisa, cujo resultado foi divulgado nesta terça-feira (26), foi realizada no período de outubro a dezembro do ano passado, através de uma cooperação entre a empresa de consultoria McKinsey, o portal T-Online e a revista Stern. A enquete, feita no âmbito da iniciativa denominada Perspektive Deutschland (Perspectivas da Alemanha), foi o maior estudo do gênero já realizado na Europa. Os dados coletados foram analisados de forma a que possam ser considerados como representativos da população alemã.

A grande maioria dos alemães continua considerando como tarefa estatal a organização e regulamentação da aposentadoria (64%), da segurança social (71%) e da educação escolar (90%). Apenas 8% declararam-se satisfeitos com a forma como o sistema da previdência está sendo reformado pelo governo alemão.

Mas a maior parte também mostrou-se disposta a assumir maiores encargos pessoais, a fim de assegurar a própria independência financeira na velhice, e também a pagar anuidade para obter uma melhor formação nas universidades.