ENCONTRO ECONÔMICO BRASIL - ALEMANHA | Escreva sua opinião, comentários, críticas ou sugestões | DW | 30.08.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

ENCONTRO ECONÔMICO BRASIL - ALEMANHA

O Encontro Econômico Brasil-Alemanha e o conflito entre Rússia e Ocidente foram os temas mais comentados esta semana por nossos usuários. Não deixe de ler!

default

Minha expectativa quanto a esse encontro é muito positiva. Há entre o Brasil e Alemanha raízes profundas e laços de profunda amizade e de cultura. Há no Brasil um carinho e admiração muito grandes pela Alemanha e pelo povo alemão... Afinal, tanto no Brasil como na Alemanha não é só o futebol e a cerveja que nos une. Temos em comum a preocupação de preservar o ambiente, todo o desenvolvimento para uma cultura de reciclagem. [...]
Que a união de nossos países e povos possa mostrar ao mundo que é possível crescer em paz e como irmãos em lutas e desafios que o mundo moderno nos ofecece.
Orlando Melchiori Couto

Acredito sim que esta parceria entre Brasil e Alemanha esteja fadada ao sucesso, e ainda mais se os investimentos forem no setor dos transportes, de minha parte ficarei torcendo para que os investimentos nesta área incluam o setor ferroviário, faz muito tempo que vimos com tristeza o mesmo ser trocado pelo rodoviário, e espero que seja a nível nacional e não apenas nos grandes centros urbanos, agora é esperar e torcer para que este sonho seja realizado.
Maria Aparecida Neubaner Luiz

Sou de opinião que é chegada a hora do Brasil deslanchar de vez, associando-se a Alemanha numa oportunidade única. Interesse há, pelo menos pelos empresários. Malha ferroviária é fator de desenvolvimento, transporte de massa é fator de desenvolvimento. Nossas áreas são imensas e não temos uma malha sequer. Nossas cidades urbanas com 400 mil habitantes não tem metrô e o que existe está superado. A poluição causada pelos transportes de combustível é insuportável.
Angelo Gagliano Neto

A Alemanha como primeira economia da Europa é a porta de entrada do Brasil para todo o continente. De forma clara e objetiva, os dois países sempre alavancam seus interesses bilateralmente. Estou sempre torcendo pelos acordos comerciais em alto nível.
Ronald M.Calôr

Nesse tipo de encontro é sempre interessante a troca de experiências entre as comunidades, o que acaba por engrandecer todo o mundo. Tanto o Brasil quanto a Alemanha têm muito a ganhar com um encontro dessa magnitude. Parabéns.
Ricardo Resende Costa

CONFLITO ENTRE RÚSSIA E O OCIDENTE

O mundo deverá temer esta escalada de palavras e desafios entre nações que deveriam olhar para o passado. A imprudência e a soberba dos governantes provam que o mundo está nas mãos de insensatos, egoístas, gananciosos que pouco se importam com as pessoas que nele habitam. Todos têm culpa pelos enormes problemas do nosso globo, fome, direitos humanos, guerras ... e estes imbecis que governam estão a brincar com o fogo. Que deus lhes dê uma luz...
João Santo (Portugal)

Eu acho que os tecnocratas estadunidenses, juntamente com os neocons e toda a indústria bélica estão felizes por conseguir uma guerra para tirar o país da recessão e descolar uma grana. Acho catastrófico que os grandes impérios estimulem briguinhas regionais para fortalecer suas ambições de hegemonia global, fazendo pessoas humildes de saco-de-pancada. Tenho certeza que George Bush terá seu lugar na história à esquerda de Slobodan Milosevic e à direita de Nicolae Ciausescu.
Lyndon C. Storch Jr.

A cobertura da DW sobre o assunto está sendo muito completa, parabéns! Essa questão está quente em demasia. Para haver um acordo, sempre os dois lados terão de ceder proporcionalmente, ainda mais quando está em jogo o poder de nações ainda tão fortes e dominantes. Discussões amistosas entre os representantes são boas, mas aquilo que não ficou dito ou que foi mal interpretado pode pôr tudo a perder. E parece haver uma incerteza quanto a "quem quer o que" de fato. Espera-se que a resposta negativa à questão "é uma nova Guerra Fria?" venha em breve, embora não possamos esquecer que guerras separatistas levam muito mais tempo para serem resolvidas. Elas também custam muito, em todos os âmbitos.
Camila Haase

E nenhuma palavra do senhor Ingo Mannteufel sobre o precedente criado pelo Ocidente, ao reconhecer, igualmente de maneira unilateral, e em afronta ao Direito Internacional a independência do Kosovo?
Miguel Galante Rollo

O papel de fundo é a construção pelos EUA de um escudo anti-míssies na Polônia. Quando a Rússia poderá rosnar? Quando ele estiver pronto? Não. Somente agora. Ouçam o rugir do urso. E ... tremam...
Sergio Marx

Leia mais