Encomendas bilionárias à Airbus marcam início da feira ILA em Berlim | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 09.06.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Encomendas bilionárias à Airbus marcam início da feira ILA em Berlim

Emirates e TAM fazem pedidos que, somados, chegam a quase 15 bilhões de dólares pelo valor de catálogo. Empresa árabe compra mais 32 unidades do modelo A380, maior avião de passageiros do mundo.

default

O A380, da Airbus, exposto no aeroporto Schönefeld

O anúncio de um contrato bilionário entre a fabricante de aviões Airbus e a companhia aérea Emirates marcou o início, nesta terça-feira (09/06), da Feira Internacional Aeroespacial (ILA, na sigla em alemão), realizada no aeroporto Schönefeld, em Berlim.

A maior companhia aérea árabe encomendou mais 32 unidades do A380 – o maior avião de passageiros do mundo – à fabricante europeia. Quando totalmente atendido, em 2017, o pedido elevará a frota de A380 da Emirates para 90 aeronaves.

Com base nos preços de catálogo, o contrato chega a 11,5 bilhões de dólares, o que seria não apenas a maior encomenda da história da Airbus, como também a maior já feita no setor aeronáutico. As companhias, porém, costumam ganhar descontos não divulgados quando fazem pedidos grandes.

"Estamos muito orgulhosos", disse o presidente da Airbus, Thomas Enders. "Este é um sinal forte de confiança no A380 e na Airbus." O negócio foi anunciado no início da feira pelo presidente da Emirates, xeque Ahmed Bin Saeed Al-Maktoum, que estava ao lado da chanceler federal alemã, Angela Merkel.

TAM compra 25 aeronaves

Além da Emirates, a Airbus recebeu outro pedido bilionário no início da feira. A companhia aérea brasileira TAM encomendou cinco jatos do modelo A350 e 20 aeronaves da família A320.

O valor de catálogo do pedido é de 2,9 bilhões de dólares. "A TAM é a nossa maior cliente em todo o subcontinente", afirmou o Enders. Cerca de 40% da frota latino-americana é composta por aviões da Airbus.

Segundo Enders, novas encomendas brasileiras deverão ser feitas, já que o país precisará de aviões para atender à demanda durante a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. Nos últimos 12 anos, a Airbus foi o destino de 60% das encomendas de aviões feitas na América Latina.

Nova taxa para o setor aéreo

O início da feira foi marcado também pelas críticas à chamada "taxa de tráfego aéreo", que faz parte do pacote de austeridade anunciado pelo governo alemão esta semana. O governo quer cobrar uma taxa por passageiro que embarca em aeroportos alemães. Ela deverá valer a partir do próximo ano e gerar 1 bilhão de euros anuais aos cofres públicos.

Entidades de defesa do consumidor temem que o valor da taxa seja simplesmente transferido para os passageiros. Pelos planos do governo, o setor viário é que deverá pagar a conta. A Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA) qualificou os planos de "política de curto prazo, irresponsável e da pior espécie".

A ILA prosseguirá até o dia 13 de junho. Este ano, a feira, que já é realizada há mais de cem anos, registrou um recorde de 1.153 expositores. Eles vêm de 47 países e estão distribuídos por 250 mil metros quadrados.

AS/dpa/rtr

Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais