1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Enchentes deixam milhares de desalojados na América do Sul

Paraguai, Argentina, Uruguai e também o Rio Grande do Sul são fortemente afetados pelas cheias de rios, que obrigam mais de 150 mil pessoas a deixar suas casas e causam ao menos seis mortes.

default

Pessoas obrigadas a deixar suas residências devido às cheias em Assunção, no Paraguai

As enchentes no Rio Grande do Sul e em regiões da Argentina, do Uruguai e do Paraguai já causaram a morte de ao menos seis pessoas e obrigaram mais de 150 mil a deixarem suas residências.

Só no Paraguai, cerca de 130 mil pessoas se viram obrigadas a sair de casa por causa da cheia do rio Paraguai, afirmaram autoridades do país. Ao menos quatro mortes foram registradas em todo o país. O presidente Horacio Cartes declarou estado de emergência e disponibilizou mais de 3,5 milhões de dólares de recursos para catástrofes naturais.

No Rio Grande do Sul, cerca de 1.500 famílias foram obrigadas a deixar suas residências, segundo a Defesa Civil. Muitos deverão ficar em alojamentos improvisados em escolas e ginásios ao menos até o início de 2016, quando se espera que o nível dos rios volte ao normal.

Entre as cidades mais afetadas pelas inundações estão Quaraí e Uruguaiana. As prefeituras dos dois municípios já declararam estado de emergência e esperam ajuda de autoridades regionais e nacionais para prestar atendimento às pessoas atingidas. As cheias também atingiram famílias em Santana do Livramento, Itaqui, Alegrete, São Borja e Barra de Quaraí.

A subida do rio Quaraí, no qual o nível de água alcançou um recorde de 15 metros e 28 centímeros, é considerada a mais grave da história e obrigou as autoridades a interromper por quase 24 horas o trânsito de veículos no Ponte Internacional de Concórdia, que liga o Brasil ao Uruguai.

Já o nível do rio Uruguai chegou a subir o recorde de 10 metros e 41 centímetros e inundou vários bairros de Uruguaiana, cidade na fronteira com o Uruguai.

A Argentina também é afetada pelas enchentes, causadas pelas cheias dos rios Paraguai, Uruguai e Paraná. Dois menores de idade morreram. Um rapaz de 13 anos foi eletrocutado por um cabo elétrico na cidade de Corrientes, e um menino de 4 anos foi achado sem vida num arroio em Villa Gobernador Gálvez, na província de Santa Fé.

Na província de Entre Ríos, pelo menos 10 mil pessoas foram retiradas de suas casas em Concordia, uma cidade de cerca de 170 mil habitantes nas margens do rio Uruguai, afirmaram autoridades locais. As cheias atingiram também as províncias de Chaco, Santa Fé e Corrientes. Em toda a Argentina há cerca de 20 mil desalojados.

O governador de Entre Rios afirmou que o número de pessoas retiradas de casa em toda a província poderá ultrapassar as 10 mil, chegando a até 16 mil ou 20 mil.

O Uruguai também declarou nesta quarta-feira o estado de emergência em três departamentos do norte do país, afetados pelas cheias. O número de pessoas desalojadas já passa de 6 mil.

AS/efe/lusa/ap

#gallerybig#