1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Empresários apostam em retomada do setor de alta tecnologia

Uma pesquisa da federação que reúne empresas do setor de alta tecnologia mostrou otimismo dos executivos para o ano que vem.

default

BITKOM reivindica reforma no ensino, como solução para a falta de mão-de-obra no setor

Mais de dois terços dos empresários alemães do setor de alta tecnologia acreditam que o mercado vai voltar a crescer no ano que vem. A pesquisa foi feita pela BITKOM, a federação das empresas de informática, que reúne cerca de 90% das empresas do setor. Para o vice-presidente da BITKOM, Willi Berchtold, haverá um crescimento surpreendente do setor em 2002.

As empresas de alta tecnologia também sofreram com a desaceleração da economia mundial este ano. Mesmo assim, ainda são as empresas com maiores taxas de crescimento do mercado. A BITKOM aposta num crescimento de 5% do faturamento em 2002, o que resultaria num total de 266,7 bilhões de marcos.

Eletrônica de consumo tem boa perspectiva

Os segmentos que mais devem contribuir para esta retomada na aceleração das vendas são televisores, câmeras digitais e telefones celulares com um novo sistema de segurança contra roubos e clonagem. O segmento de telefones celulares, especialmente atingido pela crise de 2001, também está otimista: cerca de 45% dos executivos garantem maiores ganhos no próximo ano.

Mais de oito por cento dos empresários do setor de alta tecnologia responderam à pesquisa, dizendo que esperam um aumento de mais de dez por cento no seu faturamento em 2002. Todos os 670 associados da BITKOM representam um faturamento de 130 bilhões de euros e geram 400 mil empregos na Alemanha.

Para a BITKOM, o maior problema do setor nos próximos anos está na falta de mão de obra especializada. Willi Berchtold afirmou que esta escassez poderá ser um fator inibidor de crescimento do setor, se nada for feito com urgência. Ele defendeu uma maior carga das matérias de ciências exatas e naturais nas escolas alemãs.