1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Em jogo sonolento, Bélgica "acha" gol no fim e se classifica

Jovem de 19 anos sai do banco, marca aos 43 minutos do segundo tempo e garante a classificação belga às oitavas de final. Torcida no Maracanã chegou a vaiar, e um torcedor foi flagrado dormindo na arquibancada.

Em jogo fraco e que, em alguns momentos, chegou a irritar a torcida no Maracanã, a Bélgica mostrou um pouco de futebol nos últimos dez minutos e conseguiu derrotar a Rússia por 1 a 0, neste domingo (22/06). O gol anotado pelo jovem Origi, aos 43 minutos do segundo tempo, garantiu a classificação às oitavas de final.

Com o resultado, a Bélgica soma seis pontos e joga contra a Coreia do Sul, em 26 de junho, em São Paulo, para confirmar a primeira colocação no Grupo H. Já os russos, com um ponto, precisam vencer os argelinos no mesmo dia, em Curitiba, por uma boa diferença de gols e torcer por uma combinação de resultados.

"Claro que estamos muito felizes com esse gol no final. A Rússia também precisava vencer. Acredito que a intensidade de jogo foi melhor do que contra a Argélia. No final, sentimos que a partida estava sob controle e mais uma vez ficou provado que o nosso banco de reservas esta motivado", disse o zagueiro Daniel Van Buyten, comentando também que todos os três gols belgas nesta Copa foram anotados por jogadores que entraram no decorrer da partida.

O jogo

O primeiro tempo foi equilibrado. Aos 12 minutos, Fayzulin recebeu de Shatov e arriscou de fora da área. Courtois espalmou a primeira boa chance da partida. Em seguida, os belgas tiveram alguns minutos de domínio, sempre usando a velocidade de Dries Mertens, bem participativo na ponta direita. Aos 19, ele finalizou de fora da área, mas sem pontaria. Três minutos depois, driblou Kombarov, invadiu a área e chutou cruzado, rente ao gol russo.

WM 2014 Gruppe H 2. Spieltag Russland - Belgien Alderweireld

Lance polêmico no primeiro tempo: Alderweireld toca Kanunnikov, mas o árbitro não marcou o pênalti

E apesar da leve supremacia belga na posse de bola (53%), a Rússia construiu as chances mais contundentes. Aos 26, Kanunnikov recebeu na ponta esquerda e foi tocado por Alderweireld dentro da área. O árbitro Felix Brych mandou seguir. Três minutos depois, novamente Kanunnikov obrigou Courtois a outra boa defesa. Se de um lado a principal força ofensiva era Kanunnikov, do outro era Mertens. O veloz atleta do Napoli levou outra vez vantagem em cima de Kombarov, invadiu a área, mas optou pelo passe, que foi cortado pela zaga russa.

Nos minutos finais do primeiro tempo, a Rússia ensaiou uma pequena pressão. Aos 42, Fayzulin mandou por cima do travessão, e aos 43 o centroavante Kokorin perdeu a melhor chance até então, ao cabecear livre, de frente para o gol, para fora.

Definir a segunda etapa como sonolenta é até brando para o que as duas equipes fizeram em campo. A transmissão oficial na televisão flagrou um torcedor dormindo na arquibancada, e a paciência do público acabou aos 25 minutos, vaiando a passividade e a falta de qualidade do jogo.

As únicas chances merecedoras de destaque ocorreram aos 35 minutos, com um chute cruzado do russo Eshchenko e a cobrança de falta do belga Mirallas que bateu na trave direita de Akinfeev. Nos minutos finais, a Bélgica resolveu jogar futebol e "achou" o gol que selou a classificação para as oitavas de final. Eden Hazard, em sua terceira jogada individual no fim do jogo, driblou um zagueiro e rolou para o centro da área, nos pés de Origi. O garoto de apenas 19 anos fuzilou Akinfeev e teve o prazer de comemorar no mítico Maracanã.

WM 2014 Gruppe H 2. Spieltag Russland - Belgien

Em sua maior parte, o jogo foi muito brigado e sonolento. Axel Witsel disputa a bola com Glushakov

Ficha técnica

Bélgica 1 x 0 Rússia

Local: Estádio Maracanã, Rio de Janeiro

Arbitragem: Felix Brych (Alemanha), auxiliado por seus compatriotas Mark Borsch e Stefan Lupp.

Gols: Divock Origi (42'/2T)

Cartões amarelos: Denis Glushakov (38'/2T), Axel Witsel (9'/2T), Toby Alderweireld (28'/2T)

Bélgica: Thibaut Courtois; Toby Alderweireld, Daniel Van Buyten, Vincent Kompany, Thomas Vermaelen (Jan Vertonghen 31'/2T); Axel Witsel, Marouane Fellaini, Kevin De Bruyne, Dries Mertens (Kevin Mirallas 30'/2T), Eden Hazard; Romelu Lukaku (Divock Origi 12'/2T). Técnico: Marc Wilmots.

Rússia: Igor Akinfeev; Aleksei Kozlov (Andrey Eshchenko 17'/2T), Vasily Berezutskiy, Sergey Ignashevich, Dmitry Kombarov; Denis Glushakov, Vitor Fayzulin, Alexander Samedov (Alexandr Kerzhakov 44'/2T), Oleg Shatov (Alan Dzagoev 38'/2T), Maksim Kanunnikov; Alexander Kokorin. Técnico: Fabio Capello.

Ficha técnica

Bélgica 1 x 0 Rússia

Local: Estádio Maracanã, Rio de Janeiro

Arbitragem: Felix Brych (Alemanha), auxiliado por seus compatriotas Mark Borsch e Stefan Lupp.

Gols: Divock Origi (42'/2T)

Cartões amarelos: Denis Glushakov (38'/2T), Axel Witsel (9'/2T), Toby Alderweireld (28'/2T)

Bélgica: Thibaut Courtois; Toby Alderweireld, Daniel Van Buyten, Vincent Kompany, Thomas Vermaelen (Jan Vertonghen 31'/2T); Axel Witsel, Marouane Fellaini, Kevin De Bruyne, Dries Mertens (Kevin Mirallas 30'/2T), Eden Hazard; Romelu Lukaku (Divock Origi 12'/2T). Técnico: Marc Wilmots.

Rússia: Igor Akinfeev; Aleksei Kozlov (Andrey Eshchenko 17'/2T), Vasily Berezutskiy, Sergey Ignashevich, Dmitry Kombarov; Denis Glushakov, Vitor Fayzulin, Alexander Samedov (Alexandr Kerzhakov 44'/2T), Oleg Shatov (Alan Dzagoev 38'/2T), Maksim Kanunnikov; Alexander Kokorin. Técnico: Fabio Capello.

Leia mais