1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Elogiando Berlim através da música

Na véspera da Copa do Mundo, a Deutsche Welle organizou um concurso pedindo para as pessoas dividirem suas impressões sobre a Alemanha. O vencedor foi um casal de Nova York, que compôs a canção "The Streets of Berlin".

default

Holly e David Barkhymer vencedores do concurso

Quando David Barkhymer sugeriu à sua esposa, Holly, que eles deveriam inscrever a canção no concurso da Deutsche Welle que ele tinha visto anunciado no website, ela ficou mais do que céptica.

"Eu achei que eles iriam odiar a idéia, eles não querem uma música", disse. "Mas então, quando mandamos a música, cuja primeiras linhas falam do céu cinza de Berlim, achei que não teríamos chance alguma."

Os dois nova-iorquinos deram entrevista à equipe da DW em Berlim, ao chegarem à Alemanha como grandes campeões do concurso, cujo prêmio era uma passagem ao país durante a Copa do Mundo. Sua canção, que reúne algumas das melhores memórias de Holly do ano em que passou na capital alemã, derrotou cententas de outras inscrições enviadas de todas as partes do mundo.

Holly, 33, e David, 34, se consideram germanófilos (pessoas que adoram a Alemanha), algo que, de acordo com ela, se desenvolveu muito antes de saber que existia uma palavra para definir o sentimento. Sua melhor amiga de infância tinha pais alemães e, à medida em que crescia, se via cada vez mais atraída pela música, poesia e literatura alemãs.

Quando pôde conhecer melhor a Alemanha contemporânea, passou a apreciar muitos aspectos do modo de vida do país. "Eu gosto da preocupação dos alemães com o meio ambiente e com a rede de segurança social do país", aponta. "Eu acho que os alemães são pessoas que pensam bem sobre as coisas. É um ótimo lugar."

De certa forma, ela tem a agradecer à Alemanha por conhecer seu marido, David, que também tem uma atração por filmes, bandas e futebol alemães. Os dois se conheceram em uma danceteria porque David estava usando uma camisa com a palavra Polizei (polícia, em alemão) escrita. Isto chamou a atenção de Holly e ela puxou conversa. Os dois se casaram em outubro do ano passado.

Canção city tour

Para David, um professor de educação especial que toca guitarra e baixo, escrever uma canção para o concurso da Deutsche Welle parecia ser algo natural de se fazer. Holly, que faz relações públicas para a a fundação do ator norte-americano Michael J. Fox, é um cantora de formação clássica e os dois têm gravado músicas no apartamento deles, basicamente no estillo jazz, já há muitos anos.

Depois que Holly concordou com a idéia do marido, David escreveu a parte da guitarra e pediu para que ela fizesse a letra sobre Berlim, cidade onde ela morou no bairro de Prenzlauer Berg, durante o verão de 1999 até o outono de 2000.

"Eu me apaixonei pela energia do lugar e achava que era uma época cheia de possibilidades", disse. "Eu estava longe de casa e queria tentar fazer coisas."

A canção deles trata de um passeio que Holly teria feito pela cidade, listando seus pontos preferidos: Kreuzberg, o cinema Babylon, o parque Tiergarten e a icônica torre de TV.

Apesar de ter mencionado o pesado céu cinza de Berlim, ela deixou de fora alguns aspectos que representaram dificuldades para ela, como o comportamento brusco de alguns berlinenses. "Houve algumas ocasiões na época em que eu chegava a chorar", lembra.

Lugares para se ver

Holly e David disseram que ficaram excitados em saber que a Deutsche Welle os traria a Berlim por uma semana e procuraram organizar um passeio no qual pudessem ver e conhecer o máximo possível. Eles ficaram com o irmão de David, um professor em Wiesbaden, por alguns dias, quando foram arrasados pela derrota alemã na Copa do Mundo. Mas agora parece que já superaram a decepção e querem visitar diversas atrações da cidade antes de voltar para casa, no domingo.

Um dos ítens da programação são os tradicionais biergarten, onde planejam beber a cerveja alemã. Enquanto eles afirmam que Nova York oferece de tudo, há algumas coisas que a Big Apple não pode garantir 100% do tempo. "Quando eu estava aqui, eu podia simplesmente ir a qualquer lugar na esquina e pedir por uma cerveja. Eu nem sabia qual estava comprando, mas não tinha dúvida de que seria deliciosa", elogia.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados