1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Elite política alemã elogia seleção derrotada

O chanceler federal da Alemanha, Gerhard Schröder, e o presidente Johannes Rau assistiram a final da Copa do Mundo de Futebol, em Yokohama, e elogiaram o técnico Rudi Völler e sua equipe, apesar da derrota.

default

Gerhard Schröder, com a esposa Doris: foi um grande jogo de uma equipe fantástica

A maior parte da elite política alemã presenciou o fracasso de sua seleção no Japão. O ministro do Interior, Otto Schily, e representantes de todos os partidos no Parlamento em Berlim (Bundestag) foram levados no sábado (29) por um vôo especial da Força Aérea alemã.

Pelé consola

Pelé consolou o candidato da oposição de centro-direita da Alemanha, Edmund Stoiber, pela derrota da Seleção do seu país para o Brasil. Os dois assistiram lado a lado, na tribuna de honra, em Yokohama, a final em que o Brasil conquistou o pentacampeonato.

Após o apito final, Pelé levantou um braço para comemorar a vitória e colocou o outro no ombro do candidato da oposição centro-direita, Stoiber, num gesto de consolo. Os dois já haviam se encontrado em Munique, em jogos da Bundesliga.

Equipe excelente

Em seguida, foi a vez do governador da Baviera e candidato à chefia do governo federal consolar o técnico da seleção derrota. "Rudi Völler formou uma equipe excelente, que provou ter caráter e muitas boas virtudes", disse Stoiber. E, tentando dar um injeção de ânimo, afirmou: "agora é seguir em frente de olho no campeonato europeu e principalmente no próximo campeonato alemão.

Cabeça erguida

Depois de presenciar a vitória do Brasil, o presidente alemão, Rau, declarou: "estou orgulhoso do nosso futebol. Foi uma grande atuação da equipe e ela pode voltar para casa de cabeça erguida". O chefe de governo e candidato à sua própria sucessão na eleição de 22 de setembro, Schröder, também mostrou-se impressionado. "Foi um grande jogo de uma equipe fantástica. Naturalmente que o resultado dói um pouco, pois poderíamos ter conseguido", disse o chanceler federal.

Manifestação de respeito

Outros políticos alemães manifestaram respeito à sua seleção. Franz Müntefering, secretário-geral do Partido Social Democrático (SPD) de Schröder e Rau, parabenizou o time brasileiro e, ao mesmo tempo, elogiou o desempenho do alemão. Ele destacou que "foi uma grande surpresa a seleção alemã sair vice-campeã do mundial 2002".

Para Angela Merkel, presidenta do maior partido oposicionista CDU, os jogadores alemães mostraram coragem, combatividade e espírito de equipe. Tudo isso, segundo ela, deve contribuir para que a torcida alemã aguarde com grande expectativa a próxima Copa do Mundo de 2006, na Alemanha. Para o presidente do Partido Liberal, Guido Westerwelle, "o goleiro Oliver Kahn continua sendo o melhor jogar da Copa de 2002."