1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Eliminadas as irritações entre Berlim e Praga

O ministro alemão das Relações Exteriores, Joschka Fischer, considera superadas todas as irritações provocadas por declarações do primeiro-ministro tcheco Milos Zeman.

default

Joschka Fischer manteve "conversação franca" em Praga

O motivo do estremecimento nas relações entre Berlim e Praga foi uma entrevista publicada pelo jornal israelense Haaretz, segundo a qual Milos Zeman teria comparado Yassir Arafat a Adolf Hitler e recomendado ao governo israelense a expulsão sumária dos palestinos, da mesma forma como os alemãs foram expulsos da região do Sudeto, depois da Segunda Guerra Mundial. O primeiro-ministro tcheco desmentiu tais declarações.

Joschka Fischer e Milos Zeman mostraram-se satisfeitos com o esclarecimento da questão e declararam o episódio como encerrado. Segundo os dois políticos, o importante agora é dedicar-se às questões do futuro: ao lado das relações teuto-tchecas, a ampliação da União Européia e a filiação da República Tcheca à UE foram os assuntos principais nos encontros mantidos pelo ministro alemão das Relações Exteriores em Praga.