1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Eletrônica de entretenimento é destaque na CeBIT

Com mais de 6400 expositores, acontece em Hanôver, no norte da Alemanha, mais uma edição da CeBIT, a maior feira mundial de computadores e telecomunicações. A eletrônica de entretenimento é a grande atração.

default

Últimos preparativos para a CeBIT

A CeBIT, maior feira mundial de computadores e telecomunicações, é a principal vitrine do setor. Do dia 18 a 24 de março, o público especializado poderá conhecer de perto as novidades de 6411 expositores provenientes de mais de 60 países.

A solenidade de inauguração da CeBIT, em Hanôver, no norte da Alemanha, na noite desta quarta-feira (17/03), conta com a presença do chanceler federal Gerhard Schröder. O destaque desta edição deve ficar por conta da eletrônica de entretenimento, internet e dos celulares com o padrão UMTS.

Apesar de contar com 200 expositores a menos que no ano passado e prever um número menor de visitantes (500 mil, em vez dos 560 mil em 2003), os organizadores da CeBIT apostam no reaquecimento do setor que ainda está se recuperando das conseqüências da crise econômica mundial.

A expectativa é confirmada pela Bitkom, Federação das Empresas Alemãs de Tecnologia da Informação e de Telecomunicações. Depois de um período de inércia na conjuntura, o setor deve apresentar melhora ainda em 2004.

A previsão da Bitkom para o mercado mundial é de um crescimento de 4,3% este ano e 6% em 2005. Alguns produtos, como os celulares com câmera fotográfica, fotografia digital, notebooks e artigos de segurança, continuarão apresentando uma boa taxa de crescimento ainda no embalo do sucesso registrado da década de 90.

Mudança positiva

Galerie Cebit 2004 Internet Logo

O setor da eletrônica de entretenimento registrou uma mudança positiva em 2003. Pela primeira vez, a venda de aparelhos digitais ultrapassou a de analógicos. Na Europa Ocidental, o faturamento com produtos digitais foi de 24,4 bilhões de euros, enquanto os analógicos renderam 20 bilhões. Somente na Alemanha, o crescimento com os digitais no ano passado foi de 29%, totalizando 5,5 bilhões de euros. A previsão da Bitkom é que este valor chegue a 6,2 bilhões em 2004.

A televisão de tela plana é atualmente um dos produtos que mais têm contribuído para a recuperação do mercado da eletrônica de entretenimento. O sucesso é tanto que a Sharp, por exemplo, anunciou que está acabando com a produção de televisores convencionais. A partir de 2005, a empresa japonesa irá oferecer apenas tevês com telas de cristal líquido no mercado europeu.

Maior variedade de produtos

Pela primeira vez, os produtos digitais da eletrônica de entretenimento estão totalmente integrados na CeBIT. Até dois anos atrás, a feira não era tão abrangente. "A clássica divisão entre tecnologia de informação e consumer eletronic não existe mais", afirmou Volker Müller, porta voz da Federação.

Somente a Panasonic ocupa uma área de 300 metros quadrados para expor sua vasta linha de produtos, reservando 15% do espaço para produtos eletrônicos de uso doméstico. Uma dos destaques da empresa é o novo gravador de DVD com disco rígido embutido e tecnologia Blu-ray, com capacidade de armazenamento de até 50 GB.

Uma boa notícia para os que curtem as novidades eletrônicas é que os produtos lançados em feiras como a CeBIT já não demoram tanto tempo para chegar ao consumidor. "Há alguns anos, os produtos levavam até três anos para entrar no mercado. Isto é coisa do passado", afirmou Andrea Hermann, porta-voz da Panasonic. Para agilizar a produção, algumas empresas investiram na restruturação interna e adotaram novos modelos de gerência. A mudança está gerando lucro.

Leia mais