1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Economia alemã tem expansão de 2,5% em 2006

Maior crescimento em seis anos é resultado do incremento do consumo interno, da elevação das exportações e do aumento dos investimentos. Para 2007, previsão do mercado é de que o Produto Interno Bruto cresça 1,5%.

default

Elevação do consumo interno impulsionou o crescimento da economia no ano passado

A economia alemã cresceu 2,5% em 2006, o melhor resultado dos últimos seis anos, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira (11/01) pelo Departamento Federal de Estatísticas. A alta do Produto Interno Bruto (PIB) foi puxada pela elevação do consumo interno, pela expansão das exportações e pelo crescimento dos investimentos privados.

O resultado de 2006 é quase três vezes superior ao crescimento do PIB no ano anterior (0,9%) e, nos últimos dez anos, fica abaixo apenas do resultado de 2000, quando a economia cresceu 3,2%.

As exportações apresentaram novamente um bom resultado, com um crescimento de 12,4% em relação ao ano anterior. O mercado interno também teve um desenvolvimento positivo. O consumo interno subiu 0,6% em 2006, depois de dois anos de estagnação.

Os consumidores foram às compras em 2006 em parte por causa do anunciado aumento no Imposto sobre Valor Agregado (IVA), que subiu de 16% para 19% no início de janeiro. Além disso, as empresas voltaram a investir graças aos lucros obtidos – a alta nos investimentos foi de 7,3% em relação a 2005.

Melhora no nível de emprego

O resultado positivo da economia permitiu à Alemanha voltar a cumprir o Pacto de Estabilidade do euro após cinco anos – o déficit público ficou em 2% no ano passado, abaixo do teto de 3% exigido pelo Tratado de Maastricht.

Ainda segundo o Departamento Federal de Estatísticas, 2006 mostrou recuperação no nível de emprego. Ao todo, 39,1 milhões de pessoas tiveram trabalho, cerca de 250 mil a mais do que no ano anterior. O crescimento de 0,7% também foi o maior dos últimos seis anos.

Para este ano, a previsão do mercado é de que haja um desaquecimento na economia alemã devido ao aumento do IVA – a previsão de crescimento do PIB é de 1,5%.

Leia mais