1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

DW-TV amplia programação em árabe

Schröder e Bettermann lançam no Kuweit nova programação da DW-TV para o mundo árabe

default

Notíciário 'Das Journal': agora também em árabe

"Somos a primeira emissora de tv da Europa a transmitir para esta região um noticiário em árabe, feito por uma redação árabe", diz o diretor-geral Deutsche Welle, Erik Bettermann, que aproveita a visita do chanceler federal alemão Gehard Schröder ao Kuweit, nesta segunda-feira (28/02), para dar o sinal verde à nova programação.

O marroquino Ahmed Abida é um dos quatro jovens apresentadores que, a partir da próxima semana, fornecerão três horas diárias de notícias e reportagens de sobre a Alemanha e o mundo aos telespectadores do Oriente Médio. Ele já espera ansioso o início das transmissões do novo programa, que terá a jornalista libanesa Dima Tarhini como âncora.

Direto de Berlim

DW-TV Moderatorin - Dima Tarhini

Dima Tarhini, âncora do novo programa da DW-TV em árabe

"A incrementação do programa árabe começou há um ano e meio", explica Bettermann. Na época, foi definida uma transmissão especial para o Oriente Médio através do satélite egípcio Nilesat. Os programas em alemão e inglês passaram e ter, em parte, legendas em árabe. Desde o início deste ano, o site DW-WORLD também é disponibilizado nesse idioma. "O diálogo das culturas pressupõe que se esteja informado sobre seu interlocutor", diz Bettermann.

Inicialmente, só haverá uma equipe de redação para o noticiário de três horas diárias. Os documentários sobre a Alemanha continuarão sendo legendados. Segundo Bettermann, a Abu Dhabi TV, parceira da DW-TV, tem interesse também em programas de entrevistas com personalidades alemãs e européias.

Até agora, sobretudo redes de tv inglesas e norte-americanas ofereciam programas estrangeiros à região. O apresentador Ahmed Abida está convicto de que, apesar da concorrência, também a DW-TV conquistará seu espaço no mundo árabe, como já é o caso da rádio Deutsche Welle. "Os ouvintes e telespectadores querem notícias livres de ideologia. E esse é forte da Deutsche Welle", diz.

Leia mais