1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Dupla brasileira dá a volta ao mundo em 80 videoclipes

Leo Longo e Diana Boccara estão no meio de uma jornada de 80 semanas por vários países. A cada sete dias, eles gravam e lançam um videoclipe de um artista diferente.

default

Leo Longo e Diana Boccara estão dando a volta ao mundo produzindo videoclipes

O projeto Around the world in 80 music videos leva os brasileiros Leo Longo e Diana Boccara a realizar videoclipes ao redor do mundo.

Além da possibilidade de experimentação artística e do intercâmbio cultural com criativos em vários países, a dupla também experimenta novas possibilidades de estrutura de trabalho e produção audiovisual.

A cada semana, eles produzem o videoclipe de um artista diferente, acompanhado de uma espécie de documentário que mostra o processo de criação e realização dos vídeos e os bastidores da viagem.

Around the world in 80 music videos EINSCHRÄNKUNG

Bastidores do clipe "Copacabana", do Móveis Coloniais de Acaju

"Nós nos propusemos a fazer a primeira série global de videoclipes, nunca existiu nada parecido. No web reality contamos a história do que está acontecendo em volta e os desafios de rodar esses vídeos. E também produzimos conteúdo para as redes sociais.", diz Longo.

"Toda segunda-feira lançamos um clipe novo. Na terça é dia de blog. Dependendo do país sobra um tempo para passear e conhecer a cidade", completa Boccara.

Os artistas selecionados orbitam na esfera do rock e suas variações. Já os videoclipes são todos feitos em plano-sequência, com apenas uma tomada, sem cortes, o que agiliza a gravação e finalização.

Around the world in 80 music videos EINSCHRÄNKUNG

Projeto busca novas estruturas de produção audiovisual

Mercado em mutação

A dupla se conheceu quando ambos trabalhavam para um popular reality show no Brasil. Longo era diretor e Bocarra era assistente de roteiro. Paralelamente, eles também trabalhavam com comerciais, vídeos institucionais e videoclipes. "Sempre tivemos um pé na produção independente. Sentimos a necessidade de fazer um projeto mais autoral", diz o diretor.

A ideia para o projeto nasceu quando o casal fazia uma viagem pelo sul dos Estados Unidos. "Descemos o rio Mississipi visitando o berço do rock, do blues e do jazz, o que nos inspirou a unir a questão da produção audiovisual com a música e a estrada. Queríamos mostrar que esses mercados estão em mutação e unir isso a um projeto inédito e pioneiro", explica Longo.

"O projeto é possível graças à plataforma do Youtube, porque ela é global. Todo mundo tem acesso. Chegamos a todos os lugares sem barreiras com o videoclipe", afirma Boccara.

Além da plataforma global, a dupla também se beneficia da facilidade na produção de um videoclipe. Hoje os equipamentos são menores, mais leves e mais baratos, além da finalização ser possível em qualquer laptop.

"Esse projeto não seria possível há dez anos. Hoje, o próprio consumidor produz e distribui seu conteúdo. Somos personagens da nossa própria história", diz Longo.

Around the world in 80 music videos EINSCHRÄNKUNG

Para David Santos (d), "Around the world in 80 music videos" cria uma ligação entre músicos de todo o mundo

Colaboração criativa

O projeto começou no Brasil, em março desse ano, onde durante dez semanas a dupla produziu dez vídeos para artistas como Pato Fu, Vanguart, Bidê ou Balde, Brothers of Brazil e Móveis Coloniais de Acaju.

A segunda etapa do projeto levou a dupla para a Europa, onde, até outubro, eles vão realizar vídeos com artistas em Portugal, França, Itália, Suíça, Alemanha, Irlanda e Reino Unido.

"Costumo ser um pouco obcecado com os pormenores, e encontrei no Leo e na Diana a mesma vontade de atingir a perfeição, de querer fazer sempre melhor. Rapidamente nos tornamos verdadeiros amigos", diz o português David Santos, do Noiserv, a primeira banda com a qual a dupla trabalhou fora do Brasil.

Essa química criativa pode ser vista no vídeo da delicada I'm not afraid of what I can't do, em que o músico interage consigo próprio, em diferentes perspectivas, sob a ponte 25 de Abril, em Lisboa.

Para Santos, participar do projeto foi uma forma de chegar a outros públicos, países, e músicos. "Acho que o Leo e a Diana estão a criar uma ligação, mesmo que virtual, entre músicos de todo o mundo. Eu próprio já conheci muita música nova por causa deles."

Do próprio bolso

Depois de 17 clipes, a dupla está confiante no projeto e satisfeita com o processo colaborativo com os artistas. Apesar da ajuda dos participantes e do apoio de algumas companhias, ele estão bancando do próprio bolso grande parte de Around the world in 80 music videos.

Around the world in 80 music videos EINSCHRÄNKUNG

O Patu Fu foi a primeira banda a participar do projeto

"Agora estou vendo que é um modelo de negócio viável para produzir conteúdo de forma independente e colaborativa. Isso é muito legal e motivador. O projeto ainda não está se pagando, mas se não conseguimos equilibrar as contas hoje, conseguiremos amanhã. Temos dinheiro para viver até fevereiro, depois precisamos encontrar formas de viabilizar o resto da viagem. Mas quem de nós tem dinheiro agora para viver até outubro de 2016?", questiona o diretor.

Depois de Europa, Around the world in 80 music videos deve passar por Marrocos, Índia, Coreia do Sul, Hong Kong, Filipinas, Austrália, Estados Unidos, México e Argentina.

Leia mais