1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Duelo entre os irmãos Schumacher promete agitar a F-1

Os pilotos alemães Michael e Ralf Schumacher disputam a liderança do campeonato de Fórmula 1.

default

Ralf (d), da Williams, e seu irmão Michael Schumacher, da Ferrari

Para enfrentar um Schumacher só um outro Schumacher. Por isso a imprensa alemã aguarda com ansiedade o duelo entre os dois irmãos, Ralf e Michael, que deve agitar a temporada de Fórmula-1. O piloto da Ferrari lidera o campeonato com 34 pontos, enquanto o da Williams está em segundo lugar, com 20 pontos.

"Eu não fico me comparando com meu irmão. Tenho coisas mais importantes para fazer. Michael não é nenhum exemplo para mim", desabafou Ralf em entrevista à agência de notícias alemã SID. Apesar da evidente vantagem do irmão, seu desejo é conquistar o título de 2002: "Acho que é possível virar a página. Nós da Williams vamos lutar com todas as forças pela vitória final. A pista de Barcelona, por exemplo, é bastante favorável para nossa equipe".

Michael, por sua vez, não acredita que o irmão seja capaz de começar a reverter o quadro justamente no próximo domingo (27), no GP da Espanha. "Ralf achava que estava próximo da liderança do campeonato. Ele tinha até certeza que venceria as últimas duas provas e isto não aconteceu", alfinetou o tetracampeão, que nas duas vezes foi quem subiu no pódio.

Otimista - Ralf, entretanto, aposta no desempenho de seu carro: "Aperfeiçoamos a aerodinâmica e temos pneus novos. Essas são melhorias importantes na Williams, que nos aproximam da Ferrari. Por isso estou bem otimista".

Cautela - Apesar de acumular três vitórias nas quatro provas já realizadas nesta temporada, Michael prefere não especular sobre uma possível conquista antecipada do título, como ocorreu no ano passado, quando a vitória já estava assegurada após o GP da Hungria.

Duelo - "Não dá para ter certeza de nada. Pessoalmente, não creio em uma liderança absoluta durante toda a temporada", afirmou Michael. "Nós temos que nos mexer, senão, a Ferrari ganha a dianteira", frisou Ralf. Pelo jeito a temporada de F-1 promete ainda fortes emoções.

Leia mais