1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Drone europeu começa a sair do papel

Alemanha, França e Itália autorizam início da fase de estudos, que deve durar dois anos e tem custo estimado em 60 milhões de euros. Avião não tripulado será usado para recolher dados e nos serviços de vigilância.

Alemanha, França e Itália assinaram um acordo nesta segunda-feira (18/05) para iniciar os trabalhos técnicos para construção de um drone europeu, que irá recolher dados para seus serviços de inteligência e será usado para vigilância.

Os três países se comprometeram a já iniciar a fase de estudos, que deve durar dois anos e custar cerca de 60 milhões de euros. Eles estimam que o avião não tripulado estará pronto para decolar a partir de 2025. Os investimentos no projeto poderão ultrapassar 1 bilhão de euros.

O acordo foi assinado em Bruxelas pelos ministros de Defesa dos três países envolvidos. Segundo a ministra alemã Ursula von der Leyen, o projeto pretende fortalecer a soberania europeia.

"O objetivo do drone europeu é que nós possamos escolher o que nos queremos elucidar, onde e como queremos usar o drone", afirmou a ministra.

Há uma década, países europeus têm tentado desenvolver um projeto em conjunto para a construção de um drone. Atualmente, os aviões não tripulados utilizados por europeus são, em maioria, de tecnologia americana e israelense.

MSB/afp/ap/rtr

Leia mais