1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Drama gay venezuelano ganha Leão de Ouro em Veneza

Brilho sul-americano na 72ª edição do festival de cinema: "Desde allá", obra de estreia de Lorenzo Vigas, é escolhida entre 21 produções internacionais. Prêmio de melhor direção vai para argentino Pablo Trapero.

default

Prêmio máximo de Veneza para Lorenzo Vigas, da Venezuela

A vencedora do Leão de Ouro do Festival de Veneza é a película venezuelana Desde allá (literalmente: "De lá"). O drama sobre amor homossexual reprimido, primeiro longa-metragem de Lorenzo Vigas, foi escolhido pelo júri presidido por Alfonso Cuarón entre 21 produções internacionais. Nascido em 1967, o cineasta Vigas é formado em biologia molecular e estudou cinema na Universidade de Nova York.

O Leão de Prata de melhor diretor foi para outro sul-americano, o argentino Pablo Trapero, por El clan, um romance policial que conta a história real do próspero clã dos Puccio, que na década de 1980 perpetrou uma série de sequestros e assassinatos na Argentina.

A dupla americana Charlie Kaufman e Duke Johnson arrebatou o Grande Prêmio do Júri da 72ª edição do festival internacional por seu aclamado e altamente original filme de animação para adultos Anomalisa.

Internationale Filmfestspiele von Venedig 2015 Silberner Löwe

Pablo Trapero recebe troféu de melhor diretor

O prêmio de melhor atriz foi para a italina Valeria Golina por sua participação em Per amor vostro ("Pelo seu amor"), drama encenado em Nápoles pelo diretor Giuseppe Gaudino. O veterano francês Fabrice Luchini foi laureado melhor ator por L'Hermine (título internacional: Courted), de Christian Vincent.

O Prêmio Marcello Mastroianni, dedicado ao melhor ator ou atriz estreante, foi para o ganense Abraham Attah, por seu papel em Beasts of no nation ("Bestas sem pátria"), de Cary Fukunaga.

Entre os até então favoritos, cuja ausência na premiação surpreendou, esteve a produção britânica A garota dinamarquesa, em que o ganhador do Oscar Eddie Redmayne interpreta o transgênero Einar/Lili, baseado numa figura real.

Representando o Brasil, o filme Boi Neon, de Gabriel Mascaro, levou o prêmio especial da mostra "Horizontes".

AV/afp/rtr/dpa

Leia mais