Dow Jones despenca novamente | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 09.02.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Dow Jones despenca novamente

Depois de queda histórica e resultados ruins, principal indicador de Wall Street fecha com desvalorização de 4,15%. Índice acumula perdas de mais de 10% desde pico em janeiro.

Três dias depois da queda histórica, o índice Dow Jones Industrial voltou nesta quinta-feira (08/02) a registrar uma forte baixa e fechou com uma desvalorização de 4,15%, após mais um pregão de grande volatilidade.

O principal indicador da Bolsa de Nova York caiu 1.032,89 pontos, para 23.860,46. O seletivo S&P 500 cedeu de 3,75%, para 2.581,00, enquanto o índice composto da Nasdaq recuou 3,90% e fechou aos 6.777,16 pontos.

Leia mais: Queda nas bolsas: crash ou reajuste natural?

O Dow Jones teve a queda acelerada durante os últimos minutos do pregão até superar os mil pontos de perdas. O índice já acumula uma queda de mais de 10% desde o pico em 26 de janeiro.

O indicador também havia fechado no vermelho na quarta-feira, situando-se em 24.893,35 pontos, embora o ponto mais baixo desta sequência de correções pelos analistas tenha sido vista na terça-feira, quando chegou a 23.778,74.

Todos os setores fecharam em baixa, liderados pelo tecnológico (-3,92%), o industrial (-3,52%), o financeiro (-3,48%), o dos bens de consumo cíclico (-3,37%) e o de saúde (-3,14%).

No plano corporativo, nenhuma das empresas no Dow Jones se salvou da queda. A menos prejudicada foi a ExxonMobil (-1,17%), a única com perdas menores que 2%. Os maiores prejuízos foram de American Express (-5,61%), Intel (-5,42%), Caterpillar (-5,41%), Home Depot (-5,27%), General Electric (-5,18%), Microsoft (-5,13%) e Travelers (-5,03%).

A Bolsa de Nova York começou a balançar na última sexta-feira depois da divulgação de um relatório positivo sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos, que provocou receios sobre a inflação e a expectativa do aumento das taxas de juros no país.

Além de Wall Street, outros bolsas também fecharam em baixa nesta quinta-feira. Em Frankfurt, o índice seletivo DAX-30 recuou 2,62%, para 12.260,29 pontos. Em Londres, a queda foi de 1,49%. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo,  também caiu 1,49%, aos 81.532,53 pontos.

CN/efe/rtr/afp

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais