1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Dois meses na cama é como ir a Marte

Quer realizar um sonho de infância? Tornar-se astronauta? A Agência Espacial Européia (ESA) está buscando voluntários para um vôo a Marte.

default

ESA prepara missão para Marte

Que é preciso para tornar-se astronauta? Como ser escolhido como pioneiro para uma viagem a Marte? A Agência Espacial Européia (ESA) responde agora a estas perguntas que alentaram muitos sonhos infantis. Mas o vôo a Marte, para o qual estão sendo procurados voluntários do sexo masculino, com idade entre 20 e 45 anos, boa constituição física e uma saúde impecável, será muito menos interessante do que se poderia supor à primeira vista.

Os pioneiros da ESA não tripularão nenhuma nave espacial, mas sim uma cama de hospital. E a base de lançamento não está nem no Cabo Canaveral, nem em Baikonur. Sua localização é a estação de quarentena do Hospital Universitário Benjamin Franklin, em Berlim. Para isto, as instalações foram rebatizadas de "estação espacial terrestre".

Dois meses na cama

Que faz um astronauta dessa "estação espacial terrestre"? Dorme. Ou fica acordado, mas sempre deitado na cama. Não importa o que faça, tem de permanecer deitado... Durante oito semanas inteiras, ou seja, dois meses! Bem diferente das aventuras espaciais que se conhece do cinema...

Em conjunto com o Centro de Pesquisas de Músculos e Ossos de Berlim, a ESA pretende analisar os efeitos causados aos "astronautas" pela longa permanência na cama. Os efeitos sobre o corpo humano são, sob diversos aspectos, comparáveis a um vôo espacial de longa duração. Ficando deitado durante muito tempo, os músculos e os ossos tornam-se mais delgados: o mesmo que ocorre quando o ser humano se expõe longamente à falta de gravitação.

E para que os verdadeiros pioneiros espaciais não caiam sem forças no solo vermelho de Marte, os "astronautas" terrestres deverão testar aparelhos especiais e um programa de treinamento, que visam compensar a perda da força física. E, no restante do dia, podem fazer o que quiserem – desde que permaneçam deitados. A recompensa para quem agüentar os dois meses de tortura e tédio é modesta: 5 mil euros (cerca de 17 mil reais). Quem se levantar sem permissão é posto para fora, perde a recompensa e o título de "astronauta".

Afazeres domésticos

O astronauta alemão Reinhold Ewald, que tem experiência pessoal com os vôos espaciais, tem também um conselho prático para os colegas na "estação terrestre". À noite, eles devem pedir que suas camas sejam postas à janela. Assim, poderão observar a ISS (Estação Espacial Internacional) nas noites de céu aberto.

E aos sábados, quando o tédio for muito grande, eles poderão invejar os "colegas" na ISS. Pois todo sábado há muito o que fazer na estação orbital: é dia da limpeza semanal. Com panos úmidos e um aspirador de pó especial – a falta de gravidade impede o uso do balde d'água e do esfregão, os astronautas têm de limpar a poeira e desinfetar inteiramente quatro compartimentos com um total de 100 m². A operação de limpeza dura cerca de cinco horas de trabalho intenso.

Leia mais

Links externos