1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Dois GPs na Alemanha

A Alemanha é o único país, ao lado da Itália, a ter o prestígio de sediar duas corridas de Fórmula 1 na temporada 2005.

default

Autódromo de Hockenheim

Os autódromos Hockenheimring e Nürburgring disputam há décadas o status de sede do Grande Prêmio da Alemanha. Construídos no período entre as duas grandes guerras mundiais, ambos tiveram de se submeter a reformas drásticas ao longo do tempo para acompanhar a evolução dos carros de Fórmula-1, em particular quanto à segurança devido à crescente velocidade.

O circuito Nürburgring é mais antigo. Suas obras começaram em 1925, como parte de um programa de combate ao desemprego, enquanto o de Hockenheim nasceu em 1932. Os dois foram inaugurados com corridas de motocicletas.

Suas características são bem distintas, até mesmo em função da localização geográfica. Enquanto o Nürburgring prima pelo percurso sinuoso em colinas da serra do Eifel, a sudoeste de Colônia, o de Hockenheim fica na planície, no Vale do Reno, perto de Mannheim, e destaca-se como pista de alta velocidade.

Da disputa à inclusão de ambos no calendário

Nürburgring sedia a F1 há mais tempo. A primeira vez em que deixou de acolher o circo foi em 1970, quando os pilotos boicotaram o circuito, por considerá-lo muito perigoso. Neste ano, o Grande Prêmio da Alemanha fez sua estréia em Hockenheim. Mas no seguinte voltou ao tortuoso autódromo do Eifel, que passara por algumas reformas.

Formel 1 Siegerehrung

Michael Schumacher e Rubens Barrichello comemoram vitória dupla da Ferrari no GP da Europa de 2004

O trágico acidente com Niki Lauda, em 1976, pôs Nürburgring na lista negra e Hockenheim passou a ser desde então sede do GP. A seqüência só foi interrompida por um ano, em 1985, para a reinauguração do tradicional circuito serrano do Eifel. Em 1995, Hockenheim teve a honra de ser palco da primeira vez em que um piloto alemão – Michael Schumacher – venceu o GP da Alemanha.

Considerado obsoleto, o autódromo passou por sua maior reforma no início de 2002 e assim garantiu sua permanência no calendário da F1. O Nürburgring faz parte dele novamente desde 1995, quando retornou à agenda como Grande Prêmio de Luxemburgo e tendo Michael Schumacher como vencedor. Depois trocou-se o nome do GP e o circuito passou a abrigar o Grande Prêmio da Europa.

Calendário da Temporada 2005

  • 06/03 – GP da Austrália, em Melbourne
  • 20/03 – GP da Malásia, em Kuala Lampur
  • 03/04 – GP do Bahrain
  • 24/04 – GP de San Marino, em Imola (Itália)
  • 08/05 – GP da Espanha, em Barcelona
  • 22/05 – GP de Mônaco, em Monte Carlo
  • 29/05 – GP da Europa, em Nürburgring
  • 12/06 – GP do Canadá, em Montreal
  • 19/06 – GP dos EUA, em Indianápolis
  • 03/07 – GP da França, em Magny-Cours
  • 10/07 – GP da Inglaterra, em Silverstone
  • 24/07 – GP da Alemanha, em Hockenheim
  • 31/07 – GP da Hungria, em Budapest
  • 21/08 – GP da Turquia, em Istambul
  • 04/09 – GP da Itália, em Monza
  • 11/09 – GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps
  • 25/09 – GP do Brasil, em São Paulo
  • 09/10 – GP do Japão, em Suzuka
  • 16/10 – GP da China, em Xangai

    Dados sobre os dois autódromos alemães

    Nürburgring - GP da Europa - 29 de maio

    • Circuito tem 5,148 quilômetros
    • Corrida tem 60 voltas
    • Percurso total: 308,863 quilômetros

      Hockenheimring - GP da Alemanha - 24 de julho

      • Circuito tem 4,574 quilômetros
      • Corrida tem 67 voltas
      • Percurso total: 306,458 quilômetros

Leia mais

Links externos