1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Dois gols afastam Bayern da semifinal

Time bávaro derrota o Chelsea em Munique, mas chances desperdiçadas e falhas na defesa classificaram os ingleses, pela segunda vez consecutiva, às semifinais da competição européia.

default

Defesas de Kahn não foram suficientes para classificar o Bayern

Uma série de gols perdidos e alguns erros na defesa impediram o Bayern de Munique de chegar à semifinal da Liga dos Campeões. Jogando em casa na noite de terça-feira (12/4), os bávaros venceram o Chelsea por 3 x 2 de virada, mas o placar agregado classificou os ingleses.

Na partida de ida, em Londres, a equipe dirigida pelo português José Mourinho havia vencido por 4 x 2. Placar que oferecia a eles o "luxo" de perder por até um gol de diferença. Ao avançar na competição, o Chelsea se coloca pelo segundo ano consecutivo entre os quatro melhores clubes da Europa.

Ao Bayern resta a luta pelo título da Bundesliga, torneio pelo qual volta a campo neste sábado, contra o Hannover, no norte da Alemanha. A tabela de classificação, a seis jogos do fim, aponta os bávaros na liderança com três pontos à frente do Schalke (59 x 56). O Stuttgart, que bateu a equipe de Gelsenkirchen na última rodada, é o terceiro com 54.

"Isso é frustrante. Fomos melhores em campo e merecíamos avançar. Tivemos inúmeras chances, e deveríamos ter tido melhor sorte nesta noite. Mas o Chelsea é um time muito capaz", disse o meia Michael Ballack.

"O Chelsea não foi melhor do que nós. Eles apenas tiveram mais sorte, e foram decisivos em frente ao gol", emendou o treinador Felix Magath.

Champions League Spiel in München: Chelsea gegen Bayern München

Drogba (centro) é abraçado por companheiros do Chelsea após gol sobre o Bayern

Os ingleses, que nunca chegaram à final da Liga, foram eliminados na temporada passada justamente na semi, pelo Monaco, da França, derrotado pelo Porto, de Portugal, na decisão. Neste ano, o grupo de propriedade do milionário russo Roman Abramovich já ergueu a taça da Copa da Liga Inglesa e está prestes a levantar o troféu da Premier League, onde sustenta vantagem de 11 pontos sobre o Arsenal.

A partida

Precisando vencer por dois gols de diferença, o Bayern entrou em campo bastante ofensivo e partiu para cima dos adversários desde o início do confronto. A primeira grande chance de gol surgiu aos 17min, quando o lateral-direito Schweinsteiger driblou boa parte da defesa inglesa, invadiu a área, mas mandou a bola pela linha de fundo.

Foi o primeiro gol perdido na noite. O suficiente, porém, para dar ânimo ao Chelsea. Aos 29min, o meia Cole recebeu lançamento na intermediária e ajeitou a bola para Lampard, de perna direita, abrir o placar. O brasileiro Lúcio falhou ao tentar cortar o chute, e um desvio na perna do zagueiro atrapalhou o goleiro Kahn.

Antes do final do primeiro tempo, Ballack teve oportunidade clara para marcar. A zaga inglesa afastou de maneira errada um cruzamento e o meia, dentro da área, e livre de marcação, chutou por cima do travessão de Cech.

Bem adaptado ao estilo de seu treinador, o Chelsea tentou administrar a vantagem no segundo tempo. Voltou do intervalo disposto a deixar o tempo passar e marcar os alemães, recuando até mesmo os seus atacantes.

Aos 14min, Kahn fez "defesa milagrosa" ao se jogar para o lado esquerdo e impedir que uma bola chutada por Duff, à queima roupa, entrasse em sua meta. Cinco minutos depois, o Bayern igualou o marcador. Ballack cabeceou na trave uma bola cruzada, e no rebote o peruano Pizarro só empurrou para as redes: 1 x 1.

Champions Legaue: Chelsea gegen Bayern München, Freude nach dem Sieg bei Chelsea

Drogba e Gudjohnsen comemoram classificação do Chelsea

O Chelsea conseguiu nova vantagem já nos últimos dez minutos do duelo, aproveitando novo erro da zaga alemã. Cole buscou a bola na linha de fundo, cruzou para a área e Kovac permitiu que Drogba lhe antecipasse. De cabeça, o atacante colocou a bola no contrapé de Kahn: 2 x 1.

O time da casa se esforçou, trocou suas peças, ficou mais ofensivo e chegou à vitória. Mesmo que ela, na verdade, tenha representado uma derrota. Zé Roberto cruzou da esquerda já nos acréscimos, Schweinsteiger bateu cruzado do lado oposto da área e o peruano Guerrero empatou novamente. Aos 49min, Scholl se jogou no chão, dentro da pequena área, para fazer 3 x 2.

Classificação dolorosa

Na outra partida das quartas-de-final disputada na terça-feira, o Milan levou a melhor sobre a Internazionale em um confronto italiano que gerou protestos, agressões e finalização antecipada da partida pelo árbitro alemão Markus Merk.

Os rivais milaneses protagonizaram um clássico com decisões polêmicas da arbitragem, ira da torcida e vandalismo, ingredientes que suspenderam o duelo aos 30min do segundo tempo. O Milan, que havia vencido na ida por 2 x 0, estava na frente do placar ganhando por 1 x 0, e a Uefa confirmou sua classificação para a semifinal.

Champions League: Abbruch des Spiels AC Mailand gegen Inter Mailand

Seedorf e Cambiasso argumentam dentro do Giusepe Meazza

A interrupção aconteceu após o goleiro brasileiro Dida, do Milan, ser atingido por objetos com fogo atirados no gramado pela torcida da Inter. A revolta foi resultado da anulação de um gol de Cambiasso que empataria o jogo.

Os jogadores foram para o vestiário e voltaram apenas 25 minutos mais tarde. O trabalho dos bombeiros e da polícia italiana, entretanto, não foram suficientes para assegurar segurança a atletas e resto da torcida, o que levou à finalização da partida.

Leia mais