1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Documentário italiano vence Festival de Cinema de Veneza

Pela primeira vez, o prestigiado festival concede o Leão de Ouro a um documentário. "Sacro Gra" conta a história de pessoas que vivem às margens do anel rodoviário que circunda Roma.

"Nunca imaginei que eu iria ganhar o 70º Festival de Cinema de Veneza com um documentário", desabafou o diretor italiano Gianfranco Rosi ao receber o Leão de Ouro na noite deste sábado (07/09). O filme Sacro Gra, que lhe valeu o prêmio, conta a vida de pessoas que vivem às margens da Grande Raccordo Anulare (GRA), autoestrada que circunda Roma.

Durante dois anos, o cineasta circulou pelo anel viário em um pequeno ônibus e conversou com várias pessoas. Entre elas, um botânico que cuida das palmeiras ao longo da rodovia. Entre seus personagens reais, há ainda um ator de fotonovelas, um pescador e um enfermeiro.

Esta foi a primeira vez que o festival concedeu o prêmio máximo a um documentário. Este também foi o primeiro Leão de Ouro de Rosi.

Filmfestival Venedig

Vinte filmes concorreram no 70º Festival de Cinema de Veneza

O Leão de Prata de melhor direção foi para o grego Alexandros Avranas, por seu filme Miss Violence, que fala de uma família que enfrenta o suicídio de uma criança de 11 anos. O prêmio de melhor ator ficou com o grego Themis Panou, por este mesmo filme. Como melhor atriz, foi escolhida a italiana Elena Cotta, por sua interpretação no longa Via Castellana Bandiera.

O diretor alemão Philip Gröning faturou o Prêmio Especial do Júri por seu filme Die Frau des Polizisten (A Mulher do Policial), que fala da violência no casamento.

O Grande Prêmio do Júri foi para o chinês Tsai Ming-Liang por Jiaoyou (Cães errantes). O filme conta a história de um pai sem-teto e de seus dois filhos.

Ao todo, concorreram 20 filmes. Boa parte deles tratou de temas violentos, como incesto, desagregação familiar, mutilação. O júri internacional do festival teve no comando o diretor italiano Bernardo Bertolucci.

MSB/afp/dpa

Leia mais