Documentário brasileiro é premiado em Cannes | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 21.05.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Documentário brasileiro é premiado em Cannes

"Cinema Novo", dirigido por Eryk Rocha, garante primeira premiação ao Brasil no festival. Documentário conta história do movimento cinematográfico dos anos 60 que teve como um dos expoentes o diretor Glauber Rocha.

default

Imagem do documentário "Cinema Novo"

O filme brasileiro Cinema Novo foi o vencedor neste sábado (21/05) da premiação paralela de melhor documentário no Festival de Cannes, o Olho de Ouro.

O documentário de Eryk Rocha conta a história do movimento cinematográfico brasileiro dos anos 1960, que teve como expoentes os diretores Glauber Rocha e Nelson Pereira dos Santos. Ele usou imagens de arquivo e trechos de mais de 100 filmes, como Terra em Transe e Rio, 40 Graus.

Durante a premiação, Rocha, que é filho de Glauber Rocha, disse que o objetivo do documentário é levar à reflexão sobre os questionamentos levantados pelo movimento acerca da política e do cinema. "Era um movimento de futuro", disse.

O prêmio criado em 2015 teve entre os jurados o diretor do festival de documentários É Tudo Verdade, Amir Labaki. O filme foi exibido na mostra Cannes Classic.

Cinema Novo garantiu a primeira premiação ao Brasil em Cannes. O longa Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, e o curta A Moça que Dançou com o Diabo, de João Paulo Miranda Maria, disputam a Palma de Ouro 2016, cada um em sua categoria. A mostra termina neste domingo.

KG/afp/ots

Leia mais