1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Diretor da Siemens detido por suspeita de desvio de dinheiro

A Promotoria Pública de Munique ordenou prisão preventiva de Johannes Feldmayer, membro da diretoria da Siemens.

default

Johannes Feldmayer: primeiro executivo da Siemens em atividade a ser detido

A Promotoria Pública de Munique ordenou, nesta terça-feira (27/03), a prisão preventiva de Johannes Feldmayer, membro da diretoria da Siemens, por suspeita de envolvimento no escândalo de desvio de dinheiro da empresa. Um porta-voz do consórcio confirmou que Feldmayer foi detido após uma nova busca nos escritórios da empresa. "Continuamos interessados num amplo esclarecimento do caso e cooperamos inteiramente com o Minitério Público", acrescentou.

É a primeira vez que um executivo em atividade é detido no contexto do escândalo de corrupção na Siemens. Antes dele, os ex-diretores Thomas Ganswindt e Heinz-Joachim Neubürger estiveram envolvidos no caso.

A detenção de Feldmayer está relacionada com investigações contra o ex-presidente do conselho de fábrica da Siemens Wilhelm Schelsky, que fora preso em meados de fevereiro. A Siemens é acusada de ter pago mais de 14 milhões de euros a empresas de consultoria de Schelsky – que é também presidente da organização sindical AUB –, sem ter recebido serviços em troca. Consta que o contrato com Schelsky foi assinado por Feldmayer.

Segundo o Ministério Público de Munique, que investiga o caso, um grupo de funcionários da Siemens – alguns dos quais do alto escalão – desviou pelo menos 200 milhões de euros dos caixas da empresa, aplicando o dinheiro no exterior para fins de suborno. A própria Siemens admite "pagamentos suspeitos" no valor de até 420 milhões de euros. (lk)

Leia mais