1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Direita vence eleição presidencial na França

Conservador Nicolas Sarkozy derrota socialista Ségolène Royal no segundo turno da eleição presidencial. Sucessor de Chirac promete reforma econômica e penas mais duras para criminosos reincidentes como primeiras medidas.

default

Sarkozy festeja vitória eleitoral

De acordo com as promeiras projeções publicadas após o fechamento das urnas às 20h na França, o conservador Nicolas Sarkozy venceu a eleição presidencial francesa por 53% dos votos contra 47% obtidos pela socialista Ségolène Royal.

Os números confirmam a tendência apontada pelas últimas pesquisas eleitorais e por projeções que já haviam sido divulgadas na Suíça e na Béligica após as 18h deste domingo (06/05).

Segundo dados veiculados pela televisão suíça e por uma agência de notícias belga, Sarkozy obteve entre 53% e 55% dos votos. Sua concorrente, a socialista Ségolène Royal, teria obtido entre 45% a 47% dos votos.

Festa da vitória

Frankreich, Sarkozy gewinnt die Präsidentenwahl

Festa dos correligionários da Sarkozy após o anúncio do resultado

O partido governista União por um Movimento Popular (UMP), de Sarkosy, organizou uma grande festa da vitória na Praça da Concórdia, no centro da capital francesa.

Para evitar eventuais tumultos após a divulgação dos resultados oficiais, milhares de policias foram mobilizados para vigiar os subúrbios parisienses, que foram palco de graves distúrbios em 2005, quando Sarkozy ainda era ministro do Interior e classificou os jovens imigrantes envolvidos nos episódios como a "ralé".

No primeiro turno em 22 de abril, Sarkozy obteve 31,18% dos votos contra 25,87% concedidos a Royal. Algumas das pesquisas de opinião publicadas às vésperas do segundo turno neste fim de semana apontavam uma vitória do candidato direita por uma vantagem de até 10%.

Nas últimas duas semanas, os dois candidatos tentaram conquistar os cerca de sete milhões de eleitores que, no primeiro turno, votaram no centrista François Bayrou.

Participação na eleição

A participação nas eleições presidenciais foi grande, mas não bateu o recorde dos 50 anos de história da Quinta Repüublica. Até às 17h deste domingo, mais de 75% dos 44,5 milhões dos eleitores cadastrados tinham comparecido às urnas. Em 2002, quando Chirac foi eleito, a participação foi de 79,7%. No primeiro turno deste ano, em 22 de abril, 83,77% dos franceses aptos a votar foram às urnas.

Até agora, a maior participação numa eleição presidencial francesa foi registrada em 1974, na disputa do segundo turno entre François Miterrand e Valery Giscard d'Estaing, quando ela foi de 87,33% do eleitorado.

Sarkosy pretende assumir o cargo em 16 de maio seu mandato de cinco anos como sexto presidente francês da Quinta República, fundada em 1958. Em entrevista ao jornal Le Parisien , no sábado, ela já havia anunciado que as primeiras medidas de seu governo seriam a redução de impostos sobre horas extras, incentivos fiscais para créditos imobiliários e penas mais severas para criminosos reincidentes. (gh)

Leia mais