1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Dinamarca suspende trânsito de trens na fronteira

Para barrar entrada de migrantes, companhia ferroviária dinamarquesa cancela por tempo indeterminado trens em direção a e provenientes da Alemanha. Polícia também fecha rodovia que liga os dois países.

Para evitar a entrada de migrantes, a Dinamarca suspendeu nesta quarta-feira (09/09) o trânsito de trens na fronteira com a Alemanha. A companhia ferroviária dinamarquesa DSB afirmou que as viagens entre Flensburgo, na Alemanha, e Padborg, na Dinamarca, foram suspensas por tempo indeterminado, em ambas as direções. Os passageiros foram pegos de surpresa.

Segundo uma fonte ouvida pela DW Brasil, que viajava no trem que saiu às 14h24 (horário local) de Aahrus em direção a Hamburgo, os passageiros foram obrigados a descer na estação do município dinamarquês de Tinglev e avisados de que a fronteira estava fechada por causa do fluxo migratório. A companhia os informou que iria providenciar ônibus para levá-los até Flensburgo. Uma hora depois o anúncio, eles continuavam aguardando na estação.

A suspensão atingiu também as balsas que transportam trens entre Puttgarden, na Alemanha, e Rodby, na Dinamarca. Nesta quarta-feira, centenas de refugiados foram barrados no porto da cidade. Desde a noite de terça-feira, mais de 330 refugiados chegaram a Rodby.

A proibição afetou mais de 15 linhas de trem. Entre Hamburgo e Copenhagen, cinco trens percorrem o trecho diariamente, em ambas as direções. Já entre Flensburgo e Padborg, são pelo menos nove por dia.

Rodovia fechada

Antes da suspensão dos trens, a polícia dinamarquesa havia fechado uma rodovia que liga a Alemanha à Dinamarca, após cerca de 300 refugiados, incluindo crianças, insistirem em seguir viagem a pé em direção ao norte. A polícia afirmou que lhes havia sido oferecido abrigo na Alemanha.

"Nós sabemos que muitos querem ir para a Suécia, mas, naturalmente, não podemos deixar isso acontecer", afirmou o porta-voz da polícia dinamarquesa Carsten Andersen. A Dinamarca já havia declarado que migrantes que recusarem a pedir asilo no país seriam enviados de volta à Alemanha.

Na terça-feira, as autoridades dinamarquesas enviaram

de volta à Alemanha um grupo de refugiados que atravessou a fronteira

. No mesmo dia, a polícia do estado de Schleswig-Holstein, no norte da Alemanha, permitiu que 170 refugiados seguissem viagem em direção à Dinamarca e Suécia.

CN/dpa/rtr

Leia mais